2014Editorial

A Copa do Mundo revela a Pátria de chuteiras

Kátia Sleide Editora-chefe
Kátia Sleide
Editora-chefe

Aqui estamos, outra vez, empolgados com mais uma Copa do Mundo. Desta vez, o evento está sendo realizado em nosso país, o que proporciona uma atmosfera para lá de emocionante.

Como já escrevi neste espaço, sempre fui apaixonada por futebol e, durante a Copa do Mundo, essa paixão fica ainda mais evidente. Ou melhor: extrapola. Parece que exala pelos poros; o riso é mais feliz, as discussões sobre o desempenho da Seleção Brasileira são mais acaloradas e a esperança de que o Brasil faça bonito e conquiste mais um título atinge o ponto máximo na escala de credibilidade.

Essa emoção está contagiando todos. Neste ano mais ainda, pois temos, além da paixão, algumas obrigações, principalpente por estarmos em casa: conquistar o hexa; sermos bons anfitriões; não dar às visitas a chance de se meterem em nossos problemas; e não permitir que oportunistas desmereçam o evento, com o objetivo de se promoverem nas próximas eleições.

Até agora, acompanhamos as cores da bandeira nacional sendo estampadas, cautelosamente. Não é por vergonha, mas por medo. Muitos estão receosos de que seus carros sejam danificados, caso os mais exaltados encontrem adereços neles. Nas ruas, fica a tentativa de evitar xingamentos e discussões mais acaloradas. Mesmo assim, aos poucos, estamos vendo os adereços tomarem conta das ruas. Tomara que a vontade da maioria se sobreponha e seja respeitada. Fica a torcida para que os que são contra ocupem o seu lugar e não impeçam os demais de fazer a festa.

Não vou aqui pedir desculpas aos que são contra o evento, pois não estou fazendo nada de errado e nem ferindo ninguém. Quero apenas deixar bem claro que assim como eu, milhões de brasileiros esperam ansiosos para que façamos uma grande festa e que a Seleção Brasileira dê aos brasileiros o hexacampeonato.

Se você é contra a Copa e quer protestar, tem todo o direito. E se está convicto de que sua luta é legítima, então, mostre sua cara. Por que esconder o rosto? Por que se portar como bandidos que fazem rebeliões em presídios? Por que promover quebradeiras e saques? Lute por suas convicções como um cidadão do bem, sem promover baderna e sem prejudicar o próximo.

Respeito o direito de qualquer um de se manifestar, a favor ou contra, mas espero que respeitem o meu e de milhões de brasileirios de torcer pela Seleção Brasileira sem vergonha, sem medo e com orgulho.

A Copa do Mundo começa amanhã (12) e esperamos uma grande festa de abertura e também um bom começo para a Seleção Brasileira, que faz sua estreia contra a Croácia, a partir das 17h, em São Paulo. Vai nessa, Brasil!

“No esporte, mandamos muito bem no futebol. Sendo assim, quero sentir orgulho de poder comemorar mais uma conquista. E que o hexa venha em nossa casa!”

Tags
Mostrar Mais

Viver Sports

A voz do esporte amador no DF e Entorno, chega a versão 2.0 de seu novo Site

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close