EsportesFutsalPrincipais

Apcef/Adef/Upis vence em MT

Equipe começou bem a Copa do Brasil de Futsal Feminino ao derrotar o Uirapuru (MT) por 4 x 2

Kátia Sleide

Apcef/Adef/Upis já deu o primeiro passo para fazer bonito na Copa do Brasil de Futsal Feminino. A equipe foi a Diamantino (MT) para enfrentar as dona da casa. O duelo ocorreu sábado (24), contra o Uirapuru, e o time do DF venceu as adversárias por 4 x 2.

Embora as meninas da Apcef/Adef/Upis tenham conquistado a vitória, o jogo foi tenso para as brasilienses. Elas viajaram na sexta-feira (23) para Diamantino para jogar no sábado. A distância entre Brasília à cidade mato-grossense é de quase 1.300 quilômetros. Mesmo se deslocando de ônibus, as meninas não atribuem a tensão à viagem.

Segundo a capitã da equipe, Natália Lopes, elas estão acostumadas a fazer viagens até mais longas. O que ocorreu, segundo ela, foi o nervosismo comum da primeira rodada. “Nossa maior dificuldade foi controlar o nervosismo comum de qualquer estreia. Durante o jogo, não conseguimos criar muitas possibilidades, mas depois que a gente conseguiu equilibrar a partida e executar manobras do novo padrão que a gente vem trabalhando, as coisas acabaram fluindo e conseguimos fazer os gols que eram necessários para a vitória e para dar o primeiro passo importante na Copa do Brasil”.

Natália está na equipe desde 2008. A capitã de 26 anos enaltece a participação de uma equipe do DF na competição organizada pela Confederação Brasiliense de Futebol de Salão (CBFS). “Participar de um torneio como a Copa do Brasil é muito importante para o futsal feminino e não só para a Apcef/Adef/Upis”, comenta a atleta.

Tatiana Weysfield também concorda que a equipe errou um bocado, mas ela disse que os erros serão corrigidos e que o estresse gerado com a correria para viabilizar a participação do time na competição nacional acabou influenciando as meninas dentro da quadra. “Toda essa correria aumentou muito a ansiedade das atletas em quadra. Apesar do resultado positivo, erramos muito, mas vamos corrigir”.

Segundo Tatiana, esta semana, Márcio Coelho, treinador da Seleção Brasileira Sub-20 Feminina de Futsal e coordenador metodológico da equipe, irá acertar o time para o próximo duelo. “O Coelho vem na quarta-feira (28) para fazer os últimos acertos. Ele vai ajustar algumas manobras para o jogo de sábado, já que o mesmo é quem faz a coordenação metodológica”.

A técnica Tatiana Weysfield também fala da importância da participação da equipe na competição nacional. “A Copa do Brasil foi criada para ser o maior evento de futsal nacional, tanto que o campeão garantirá uma vaga na libertadores”, afirma.

Segundo ela, a equipe ficou muito feliz ao receber a vaga para representar o DF na competição, mesmo sabendo das dificuldades que viriam pela frente. “Quando ficamos sabendo que a vaga era nossa, não pestanejamos, iniciamos um trabalho de captação para colocar o DF novamente entre as principais equipes nacionais”.

O trabalho deu fruto e a Apcef/Adef/Upis conseguiu o apoio do BRBCARD. “Foi corrido e sofrido, mas graças ao BRBCARD conseguimos participar e vamos dar o melhor para fazer bonito aqui e fora do DF”, comenta Tatiana.

Ela aproveita a oportunidade para chamar a torcida para acompanhar o confronto de volta, sábado (1º), no ginásio do Cruzeiro, a partir das 20h. “Precisamos o apoio da torcida do DF. Venham prestigiar o futsal feminino da cidade!”, convida a técnica.

Com vitória por 4 x 2, a Apcef/Adef/Upis pode até empatar para ficar com a vaga na próxima fase da competição.

A competição

A Copa do Brasil de Futsal Feminino começou sábado (24), em com jogos de ida em três cidades diferentes: Lages (SC); Diamantino (MT); e Boa Vista (RR).

Outros resultados: Em Lages (SC), Leoas da Serra (SC) empataram em 0 x 0 com o MGA Games (RS); o Valência (RR) recebeu o Iranduba (AM) e foi derrotado pelo visitante por 5 x 3.

Tags
Mostrar Mais

Viver Sports

A voz do esporte amador no DF e Entorno, chega a versão 2.0 de seu novo Site

Artigos relacionados

Close