2014Editorial

As eleições acabaram e marcaram o fim antecipado do governo Agnelo Queiroz

katia-editorial_online_2Nossos leitores devem ter percebido que este semestre estivemos um pouco ausentes das arenas esportivas, devido às eleições. Até tentamos continuar trabalhando, mas chegamos à conclusão que seria impossível fazer as coberturas jornalísticas das competições sem transformar o jornal em palanque eleitoral.

As eleições passaram e continuamos sem conseguir trabalhar dignamente, porque muitos ainda não se deram conta de que acabou. A população escolheu seus representantes nas urnas e não terá volta.

É preciso entender que se o povo não quis a reeleição do governador Agnelo Queiroz é porque ele não fez um bom trabalho. Parece que os eleitores estavam com a razão, porque estamos acompanhando o caos que está a cidade, com serviços básicos parados por falta de pagamento.

O mesmo ocorreu com o programa Boleiros, que paga a arbitragem dos campeonatos amadores do DF. Um verdadeiro desrespeito com as equipes, ligas e atletas. Mas o futebol amador sempre existiu e não vai acabar por isso. Tomara que o episódio sirva de exemplo para que os envolvidos percebam que não adianta querer se pendurar em deputados. Temos é de cobrar sem dó, nem piedade, políticas públicas para o esporte e não apenas programas eleitoreiros.

A história do ViverSports todos conhecem. Não vendemos matéria, não fazemos denúncias infundadas, apenas procuramos ser a voz do esporte amador, ou seja, da comunidade esportiva que vive de pires na mão para fazer algo acontecer. Não conquistamos esse respeito na CLDF, muito menos no Executivo. Foram três anos tentando sermos respeitados na Secretaria de Publicidade, mas não nos deram atenção.

Tivemos a mesma dificuldade com a Câmara Legislativa do Distrito Federal. Recebemos pouquíssimas mídias e, quando cobrei de um assessor do presidente da CLDF, Wasny de Roure, ele me disse que eu tinha de agradecer pelos três anúncios que recebi durante todo o ano. Engoli seco, afinal, não faço parte de nenhuma panelinha, então, realmente é para agradecer esse grande feito. Sobrevivemos e com mais força. Podem apostar!

Mesmo assim, afirmo categoricamente que nenhum veículo divulgou os programas esportivos do GDF como o ViverSports, independentemente de o jornal estar ou não na programação das campanhas publicitárias do GDF. Honramos nosso compromisso e fomos parceiros dos esportistas da cidade.

Tenho plena convicção de que 2015 não será um ano fácil, pois as contas do governo não estão batendo e o déficit pode chegar a R$ 5 bilhões. Não restará ao próximo governador outra opção a não ser fechar as torneiras e ao máximo. Com isso, o que vai acontecer com os programas sociais? Provavelmente ficarão parados por falta de dinheiro.

O que nos restará é unir forças para continuar lutando por melhorias para o esporte de nossa cidade. Já enfrentamos muitas dificuldades e não podemos esmorecer. Às vezes, dá vontade de desistir, porque é uma luta inglória, mas ficaremos na torcida para que o próximo governador e os novos distritais possam nos dar as mãos e caminhar conosco. E se não o fizerem, a gente troca novamente, até que eles aprendam que devem atender aos interesses da comunidade e não de um pequeno grupo.

Tags
Mostrar Mais

Viver Sports

A voz do esporte amador no DF e Entorno, chega a versão 2.0 de seu novo Site

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close