FutsalPrincipais

Brasília Futsal/Icesp conquista a categoria Sub-20 Masculina do Brasiliense

Time comandado por João Carlos Barbosa confirma favoritismo e faz 4×3 no segundo jogo da decisão contra o Cresspom/Muá. Equipe termina torneio sem ter perdido nenhuma partida

Augusto Fernandes
Especial para o Viver Sports

A campanha irretocável do Brasília Futsal/Icesp na categoria Sub-20 Masculina do Campeonato Brasiliense de Futsal foi coroada no sábado (8/6), com mais uma vitória sobre o Cresspom/Mauá, que garantiu à equipe o título invicto da competição. Em um jogo bastante disputado, o Brasília Futsal/Icesp segurou o ímpeto do adversário e sagrou-se campeão ao fazer 4 x 3, em jogo realizado no ginásio do Cruzeiro.

O primeiro tempo do duelo foi de completo domínio do Brasília Futsal/Icesp. Nos 10 minutos iniciais, a equipe comandada por João Carlos Barbosa criou pelo menos três chances, mas parou no goleiro Mateus Sousa. O Cresspom/Mauá respondia nos contra-ataques. Em um deles, abriu o placar. Após Marlon fazer boa defesa em chute de Estevão, o capitão Matheus Gedeon pegou o rebote e balançou as redes.

Apesar disso, o Brasília Futsal/Icesp não diminuiu o ritmo e virou o placar antes do intervalo. Pedro Henrique, Leonardo Mateus – com um belo gol, após jogada individual –, e Kairo Soares furaram a defesa do Cresspom/Mauá e deixaram a equipe com uma boa vantagem para a segunda etapa.

Pressionados pela derrota no primeiro jogo da decisão, quando o Brasília Futsal/Icesp fez 5 x 1, o Cresspom/Mauá começou a etapa final usando goleiro-linha. Para levantar o troféu, o time treinado por Tio Chico precisava vencer no tempo normal e forçar uma prorrogação. A estratégia deu resultado e em cinco minutos de segundo tempo a partida já estava empatada, com gols de José Neto e Alleck Araújo.

A dinâmica do jogo seguiu com o Cresspom/Mauá se lançando ao ataque com cinco atletas na linha. Entretanto, o Brasília Futsal/Icesp soube frear as ações ofensivas do adversário e ficou à espera de um contra-golpe para matar o jogo. A menos de três minutos para o fim do tempo normal, a equipe deu números finais à partida em um lance polêmico. Lucas Pinheiro roubou a bola já na quadra de ataque e, frente a frente com o goleiro Mateus Sousa, não desperdiçou.

Após o gol, todo o elenco do Cresspom/Mauá reclamou de falta do jogador adversário na origem do lance. Bastante alterado, o treinador Tio Chico protestou contra a mesa de cronomestristas e invadiu a quadra para reclamar com o árbitro principal da partida, Diego Silva, e precisou ser contido. O técnico proferiu uma série de ofensas contra o juiz, que o expulsou da partida. Durante a confusão, o atleta José Neto também recebeu cartão vermelho.

Nos minutos restantes do duelo, o Brasília Futsal/Icesp não foi mais ameaçado pelo Cresspom/Mauá, que ainda teve mais dois jogadores expulsos: Alleck Araújo e Lucas Henrique. Com isso, foi só aguardar o apito final para soltar o grito de campeão.

Título merecido 

Preparador físico do Brasília Futsal/Icesp, Luciano Mistura, fez questão de exaltar a trajetória do time, que em oito partidas no torneio, venceu sete e empatou uma. “É uma honra trabalhar com uma geração de meninos tão talentosa como essa. Eles estão de parabéns. Fizeram tudo o que planejamos e se dedicaram bastante”, frisou.

O time terminou o campeonato tendo a defesa menos vazada e o melhor ataque. Como consequência, Marlon Ferreira foi eleito o melhor goleiro e Kairo Soares foi o artilheiro. “É um grupo que gosta de treinar e que sabe controlar as emoções. Vamos continuar assim, afinal, este é o futuro do futsal de Brasília”, destacou Mistura.

Para o goleador do torneio, a conquista foi merecida. “O grupo inteiro se fechou em prol desse campeonato e assimilou muito bem a proposta da comissão técnica. Jogamos um futsal bem organizado”, disse. Para ele, a conquista é inesquecível. “Cheguei ao time no ano passado e evoluí bastante nesse tempo. Terminar o torneio como artilheiro é uma alegria imensa, ainda mais porque os meus pais puderam prestigiar esse momento. É algo que vou guardar na minha memória para sempre”, garantiu.

Capitão do Brasília Futsal/Icesp, Lucas Pinheiro elogiou os companheiros de time. “Sou grato a todos. Essa equipe é uma verdadeira família”, definiu. Para ele, ter marcado o gol que definiu o título foi um dos melhores momentos da carreira. “Não havia marcado nenhuma vez durante a competição, e tinha prometido a todos que o meu gol sairia na final. Felizmente, consegui fazer, o que tornou a conquista ser ainda mais especial”, comentou.

Cabeça erguida 

Apesar do vice-campeonato, o elenco do Cresspom/Mauá destacou a garra do time. “Fizemos um segundo tempo de superação. Aqui, todos se dedicam ao máximo, e apesar de não treinarmos muitas vezes, mostramos que somos capazes de bater de frente até mesmo com o melhor time do torneio”, declarou Matheus Gedeon.

Inconformado com a arbitragem, Tio Chico não poupou as críticas. “Certamente, a nossa equipe faria o quarto gol e levaríamos o jogo para a prorrogação. Estávamos mandando na partida. No entanto, as decisões da arbitragem acabaram atrapalhando”, lamentou. “Agora, é seguir em frente. Temos um elenco de qualidade. Vamos trabalhar forte para voltar à final”, acrescentou.

O jogo foi transmitido ao vivo pela página do facebook do jornal Viver Sports, com comentários dos professores Alex Borges (AJJR) e Sérgio Adriano. Confira:

Campeonato Brasiliense de Futsal SUB20 – Brasília Futsal X Cresspom

Publicado por ViverSports em Sábado, 8 de junho de 2019

O Campeonato Brasiliense de Futsal é organizado pela Federação Brasiliense de Futebol de Salão (Febrasa), única entidade filiada à Confederação Brasileira de Futebol de Salão (CBFS).

A competição tem o apoio da Luart Calçados, Dom Badu Pizzaria, Fokkus Trade Hospitalar, Fokkus Gestão Esportiva, Rádio DF FM, 107 Burger e Viver Sports.

Boletim 08_2019 Campeonato Brasiliense sub-20 masculino

Tags
Mostrar Mais

Viver Sports

A voz do esporte amador no DF e Entorno, chega a versão 2.0 de seu novo Site

Artigos relacionados

Close