Share

Brasília recebe, pela primeira vez, final da Superliga de Vôlei

Duas partidas únicas, masculino e feminino, decidirão os campeões, no Ginásio Nilson Nelson, em abril

A capital federal abre as portas para o principal torneio nacional de vôlei, as finais da Superliga Masculina e Feminina. No dia 3 de abril, as meninas do vôlei competem pelo primeiro lugar, e no dia 10 será a vez da categoria masculina. Os jogos serão realizados no Ginásio Nilson Nelson, com transmissões pela TV Globo e SporTV. O anúncio foi realizado pela Confederação Brasileira de Voleibol (CBV), parceira da Secretaria Adjunta do Esporte e Lazer. Os dois órgãos irão realizar coletiva de imprensa na próxima semana para detalhar como serão os eventos.

O ginásio vai receber pela primeira vez o torneio, que, geralmente, intercalava as partidas entre São Paulo, com seis apresentações de campeonatos; Rio de Janeiro, à frente, com nove; Minas Gerais, que recebeu quatro jogos; e Paraná, sede em duas competições. A ideia dos organizadores é aproveitar a estrutura disponível pelo Brasil afora.

Espaço multiuso, o Ginásio Nilson Nelson, parte do Complexo Poliesportivo Ayrton Senna, recebe até 12 mil pessoas, possui seis vestiários no prédio anexo, quadra de aquecimento, sala de ginástica e musculação e uma quadra poliesportiva. “Além da boa estrutura do local, contou para a escolha da CBV o amor dos brasilienses pelo esporte”, segundo a secretária-adjunta do Esporte e Lazer, Leila Barros – que está negociando, inclusive, trazer jogos dos campeonatos nacionais de outras federações esportivas para o Distrito Federal, e não somente o voleibol. Segundo a pasta, o custo para a realização deste grande evento na cidade será mínimo. “Vamos apenas ceder o palco das partidas e o translado interno. As demais custas ficam por conta da organização”, afirma Leila.

A Superliga de Vôlei levará apenas duas equipes de cada modalidade para a final, no ginásio. Os atuais campeões, lideranças até o momento da Superliga 15/16, são o Rexona-Ades (RJ), equipe feminina, e Sada Cruzeiro (MG), masculino. Brasília também tem dois times na Superliga: Terracap/Brasília Vôlei, na primeira divisão feminina, e Upis, na Superliga B masculina.

Desde o fim da temporada 1994/1995, da Liga Nacional, foi criado o novo formato para adequação às principais competições mundiais. As finais do mês de abril deste ano serão partidas únicas, como ocorre desde 2007/2008.

Fonte: Ascom/SEE-DF