CidadesPrincipais

Ciclo motivacional nos Centros Olímpicos

O ano está acabando, mas a animação dos alunos nos Centros Olímpicos continua em alta. E para acompanhar todo esse gás, os profissionais que atendem a garotada no dia a dia estão passando por um novo ciclo motivacional, a fim de recarregar as energias. As atividades começaram na última segunda-feira (5/11) na unidade de Riacho Fundo I e seguem nas próximas semanas para os Centros de Ceilândia (Parque da Vaquejada), Samambaia e São Sebastião.

Em conversas descontraídas durante o ciclo em Riacho Fundo I, os professores puderam trocar ideias de como melhorar as aulas e motivar ainda mais os alunos no final deste ano. “Temos que continuar animados e criativos para ganhar os alunos. Faço muitas brincadeiras, passo filmes, jogos de handebol. Tudo para deixar as aulas cada vez mais dinâmicas”, comentou Otávio Silva, professor de handebol e de coordenação motora.

E esse é o objetivo do ciclo motivacional, levar os profissionais a se avaliarem, como explica Luciano Costa, um dos gerentes do projeto Esporte e Cidadania. “A ideia é incentivar os colaboradores a continuarem o trabalho com a mesma excelência de sempre, com muita animação e ética profissional”, destacou.

A professora de natação Shirlene Faria foi uma das mais empolgadas nas atividades. Segundo ela, é preciso ter muita energia para acompanhar o ritmo dos alunos. “No meu caso, as aulas começaram agora e os alunos estão com todo gás. Pretendo usar muita música e dança nas aulas de hidroginástica. Saio daqui mais animada”, disse Shirlene.

A atividade contou ainda com a apresentação de um vídeo motivacional, uma animada dinâmica de grupo organizada pela Gerência de Apoio Social (GAS) da unidade e lanche de confraternização.

Motivação o ano todo

Os encontros motivacionais aconteceram durante todo o ano nos Centros Olímpicos de Ceilândia, Riacho Fundo I, Samambaia e São Sebastião, atendidos pelo projeto Esporte e Cidadania. O primeiro deles foi em maio. Depois a ação se repetiu em agosto e agora, em novembro. O objetivo é integrar e valorizar todos os profissionais envolvidos no atendimento à população, mantendo o comprometimento e a ética profissional. “O aluno sente quando o professor não está motivado, por isso é importante esse trabalho para valorizar nossos funcionários”, comentou Márcio Falcão, um dos gerentes do Esporte e Cidadania. (Esporte e cidadania)

Tags
Mostrar Mais

Viver Sports

A voz do esporte amador no DF e Entorno, chega a versão 2.0 de seu novo Site

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close