Share

Clube do vento é sucesso absoluto

Atletas contaram com clima sem chuva, para garantir o sucesso da prova, que teve 150 participantes
Campeonato de Cross Sup leva mais de 50 atletas ao Lago Paranoá. Prova durou mais de três horas

O 3º Cross Sup Clube do Vento, realizado na manhã de deste sábado (1º), no Clube Naval, foi um dos eventos esportivos mais concorridos no Distrito Federal. A competição reuniu mais de 50 atletas, número que se multiplicou, uma vez que muitos deles participaram de mais de uma prova. A competição durou quase três horas, período em que os atletas se revezaram entre as provas e comemoraram os resultados antes de serem convocados ao podium.

O proprietário do Clube do Vento, James Radde, contabilizou os fatos bons durante todo o dia e foi enfático. “Apesar de o clima estar instável, não choveu e a competição foi um sucesso. E o número der participantes também foi muito bom: mais de 50 inscritos. Se considerarmos as diferentes provas chegou a 150 participantes“.

A coordenadora da equipe do Clube do Vento, Deusa Lopes, também comemorou o sucesso do evento. “O Cross Sup é um sonho de atleta, do James Radde. E foi realizado. Ele ama todos os esportes náuticos e por isso criou o campeonato que já faz parte do calendário náutico da cidade“, relembrou a coordenadora. Deusa também ressaltou que o número de atletas é crescente. “Isso acontece porque é um esporte seguro, tranquilo, que reúne a família, enfim, que pode ser praticado por pessoas de diversas idades. Até para pessoas da terceira idade. Basta ela estar em boas condições de saúde e que saiba nadar“, destaca.

Marcelo Machado, proprietário da academia Club22 foi um dos apoiadores do campeonato de Sup e os vencedores das diversas modalidades receberam cortesias para treinar na academia. De acordo com Marcelo, nesse primeiro momento da parceria, está vibrando com o Sup. “Nunca tinha vivenciado uma prova dessa, que foi muito organizada, . Vi pessoas de cabeça boa, e esse clima praiano é super importante para os atletas que aqui não têm acesso ao mar, só ao Lago Paranoá“, comentou.

Para Cirano Gomes Ribeiro, 24 anos, que venceu o Cross Sup em equipe e arrebatou diversos brindes e a prancha zero km, por meio de sorteio, o dia foi só de alegrias. E falou do seu desempenho. “Estou começando… Pratico o Sup há um ano e meio e estou me desenvolvendo do esporte cada vez mais. Participei do Campeonato Brasileiro em agosto deste ano e pretendo participar de outros“, disse.

Já Marina Silva Pinto, 27 anos, que conquistou o primeiro lugar no Fun Race e do Cross Sup Individual, disse que as provas de hoje foram de muita velocidade e exigiram muita experiência dos participantes. No Brasileiro deste ano, ela conta que ficou em terceiro lugar, na sua categoria, que é o Fun Race. Quanto a participação de mulheres no esporte, ela dá sua opinião. “É muito legal a gente chegar na frente dos homens por técnica e por experiência”.

Deixe um comentário