FutebolModalidadesPrincipais

Cresspom vence primeiro Torneio Feminino de Futebol de Brasília

17268089261_f7720c81db_z
Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília

Equipe superou o Minas/Icesp nos pênaltis, em jogo no Estádio Nacional Mané Garrincha

O Clube Recreativo e Esportivo dos Subtenentes e Sargentos da Polícia Militar do Distrito Federal (Cresspom) se sagrou campeão do primeiro Torneio Feminino de Futebol de Brasília. A disputa pelo título, na tarde deste sábado (25), contra o Minas/Icesp, só foi definida nas cobranças de pênaltis, depois de um empate em 0 a 0 nos 90 minutos de jogo. A competição é resultado de uma parceria entre a Secretaria do Esporte e Lazer e a Federação Brasiliense de Futebol.

“Estou muito orgulhosa da equipe, nos esforçamos bastante para sair com o título”, comemora Hayanne Sabrina, lateral direita do Cresspom. “Nunca imaginei disputar uma final em um estádio de Copa do Mundo. Tomara que o futebol feminino possa seguir conquistando espaços”, torce a jogadora de 24 anos. Atleta mais experiente do Cresspom e com passagens pela Seleção Brasileira, Tatiana de Souza, de 41 anos, não se importou em ter ficado no banco de reservas. “Puxei a oração antes dos pênaltis”, conta orgulhosa a zagueira com passagens por times como Flamengo e Internacional.

Fabíola Carreiro, uma das vice-campeãs do torneio, lamenta a derrota nos pênaltis, por 5 a 3, depois de um jogo em que, acredita, o Minas/Icesp, em que atua como meio-campista, jogou melhor. “Vamos treinar ainda mais firme, e em 2016 o campeonato brasiliense é nosso”, projeta a jogadora de apenas 19 anos. Ainda que derrotada, ela valorizou a disputa da final do torneio. “Para muitas meninas, jogar no Mané Garrincha é realizar um sonho.”

A secretária de Esporte e Lazer, Leila Barros, ressaltou as parcerias fechadas para viabilizar o torneio. “Tem muita gente em Brasília envolvida com o esporte, que faz as coisas há muito tempo, mesmo com poucos recursos, e graças a essas parcerias, as coisas estão acontecendo. É o início de uma caminhada para o futebol feminino”. Além da Federação Brasiliense de Futebol, Leila agradeceu aos clubes que disputaram a competição e, em especial, à Secretaria de Turismo, que cedeu o Mané Garrincha para a disputa da final.

Fonte: Agência Brasília.

Tags
Mostrar Mais

Viver Sports

A voz do esporte amador no DF e Entorno, chega a versão 2.0 de seu novo Site

Artigos relacionados

Close