EsportesLutasPrincipais

De São Sebastião para o mundo

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Que somos um país apaixonado por futebol, ninguém duvida. Mas há de reconhecer, também, que entre as modalidades esportivas, a capoeira é a mais brasileira. E foi acreditando nisso que Mariangela Araújo, a Mari Jow, 35 anos, da Associação Cultura Gingado Capoeira, sob o comando do mestre Pablo, foi até à República do Azerbaijão para trazer a medalha de ouro do 1º Campeonato Mundial de Capoeira.

Mari Jow revela que sempre sonhou subir no pódio e ouvir o Hino Nacional Brasileiro, principalmente com alguma conquista por meio da Capoeira. “Sempre procurei ser a melhor em tudo que fiz e com a capoeira não poderia ser diferente. Quando soube do campeonato, tiver certeza que me daria bem. Jamais pensei que uma gringa levaria a medalha de ouro”, conta a campeã.

A capoeirista já está no próximo mundial, em 2015, quando terá de defender o título conquistado. Desta vez, ela viajou com a ajuda da Secretaria de Esporte, por meio do Programa Brasília, da Secretaria de Esporte, que tem como principal objetivo incentivar a participação de atletas de alto rendimento das diversas modalidades esportivas em campeonatos nacionais e internacionais.

“Sou muito grata ao secretário de Esporte, Júlio Ribeiro, e também ao governador Agnelo Queiroz. Se não fosse o GDF, não teria viajado e conquistado esta medalha”, diz Mari Jow. E acrescenta: “Não posso deixar de mencionar a Administração de São Sebastião. O pessoal sempre acreditou em mim e me deu muita força para essa conquista.

Você acompanha maiores detalhes sobre a conquista da atleta na próxima edição do ViverSports (12/6).

Tags
Mostrar Mais

Viver Sports

A voz do esporte amador no DF e Entorno, chega a versão 2.0 de seu novo Site

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close