EsportesFutebolPrincipais

É decisão na 1ª Copa Capital

Bombeiros e Congresso farão a final da disputada competição, sábado (27), a partir das 9h, no Estádio do Gama

Kátia Sleide

Valeu a pena esperar! Após a definição dos finalistas da 1ª Copa Capital, em jogos ocorridos no dia 7 de maio, as equipes viviam a expectativa para a escolha do local da decisão da competição. Os organizadores bateram o martelo nesta semana e Bombeiros e Congresso farão o duelo final  no Bezerrão, sábado (27), a partir das 9h.

A expectativa entre os adversários é grande. Para Lourival Pacheco, representante da equipe do Bombeiros, o time cresceu na competição e está pronto para a grande final. “Começamos muito mal o campeonato, mas nos organizamos e mudamos a forma de jogar. Procuramos onde estava a nossa deficiência, achamos e corrigimos”, comenta Pacheco.

Segundo ele, o time está treinando bastante para a decisão. “Chegamos à final e estamos treinando muito, tendo em vista que sabemos da qualidade do nosso adversário, porém, estamos prontos para essa final, que será um grande jogo”.

Para finalizar, Pacheco faz seus agradecimentos: “Em primeiro lugar, quero agradecer a Deus; e depois ao jornal Viver Sports, por  nos dar a oportunidade de fazermos parte desse trabalho impecável de cobertura dos jogos e campeonatos amadores do Distrito Federal”.

Diego Petterson, dirigente do Congresso, fala da expectativa para a decisão. Embora sua equipe tenha fechado a primeira fase em primeiro lugar, sem nenhuma derrota, o clima é de cautela e respeito ao adversário.

“Chegamos à final invictos e, por isso, nossa expectativa é muito grande. Nosso jogo contra o Bombeiros na primeira fase foi muito bom, pois ganhamos de  8 x 1. Porém, sabemos que eles reestruturaram o time, e chegaram forte à decisão e ninguém chega à final se não possui uma equipe boa”.

Na visão do dirigente, o jogo será duro e complicado. “Eles virão mordidos, com certeza, mas o jogo é jogado”, diz Diego. Ele acredita que  por mais que o Congresso tenha feito uma campanha muito boa, é preciso ter cautela. “A gente tem de ter o pé no chão, entrar firme e utilizar toda a nossa equipe pra fazer uma boa partida. Não adianta jogar com números, pois o futebol é jogado. E o placar que aconteceu no passado não quer dizer nada. A equipe deles virá para ganhar e não é à toa que estão na final. Esperamos um jogo duríssimo e não podemos entrar de salto alto”.

Que vença o melhor e que prevaleça o bom futebol.

 

Tags
Mostrar Mais

Viver Sports

A voz do esporte amador no DF e Entorno, chega a versão 2.0 de seu novo Site

Artigos relacionados

Close