Share

Enxadristas de todas as idades participam das finais das Olimpíadas de Ceilândia

No sábado (17), aconteceu no ginásio do SESC Ceilândia, as finais do Xadrez na IX Olimpíadas de Ceilândia. Mais de 50 atletas duelaram na disputa de melhor enxadrista do Distrito Federal.

Pela categoria Sub-11, Marcel Augusto Calassa Alcântara, do P Sul sagrou-se campeão, seguido por Sophia Emanuelle Mesquita Ferreira / Bairro Ceilândia Sul, na segunda colocação.

Na Sub-13, Leticia Figueira Loricchio, da Guariroba foi a campeã. O segundo lugar ficou por conta de Nicolas Figueiredo Rodrigues, da Ceilândia Norte.

Na categoria “Escolar”, o título ficou com Carlos Eduardo de Damasceno Martins, do Sol Nascente. O segundo lugar foi de Felipe Gomes de Siqueira, da Ceilândia Sul; e a terceira posição ficou com João Luiz Francisco de Souza, da Ceilândia Norte.

Finalizando com os mais experientes, na categoria “Absoluto”, o melhor competidor foi Luigy Lira de Siqueira, do P Sul. Em segundo lugar ficou Gil Luiz Francisco de Souza, do Setor “O”; e no terceiro lugar, Vitor Ignácio dos Santos Valcarcel, da Guariroba.

Para o coordenador do Xadrez, Agnaldo Braga, a realização da modalidade nas Olimpíadas de Ceilândia mostrou que além de ter sido um sucesso, mostrou que o Xadrez é para todas as idades, destacando o campeão da categoria “Absoluto” que tem apenas 13 anos. “Tivemos participação dos enxadristas Marcel Augusto e Sophia Emanuelle de apenas 5 anos de idade. Campeão da categoria absoluto foi jogador mais jovem com apenas 13 anos de idade foi Luigy Lira de Siqueira atual campeão brasileiro SUB-12 e Campeão brasiliense escolar infantil”, disse o coordenador.

A realização da IX Olimpíadas de Ceilândia conta com parceria da Secretaria de Esporte e Lazer, por meio de termo de fomento no valor de R$ 513.424,91 (quinhentos e treze mil, quatrocentos e vinte e quatro reais e noventa e um centavos) e será utilizado para apoiar a estrutura do evento como locação de palco e banheiros, equipe de arbitragem e coordenação e organização, premiação como medalhas e troféus, material esportivo como redes, bolas, camisetas, serviços de staff e brigadistas, sonorização e itens relativos aos protocolos de segurança contra o Covid-19, como álcool em gel, termômetros e totem dispensador de álcool em gel.