EsportesFutsalPrincipais

Está chegando a hora da despedida

Há 18 anos na AJJR, Luiz Carlos Soares, o Lula, se prepara para deixar as quadras como jogador

Augusto Fernandes
Especial para o Viver Sports

Com 2017 chegando ao fim, está cada vez mais próximo o momento de Luiz Carlos Soares, o Lula, dar adeus às competições oficiais de futsal de Brasília. A poucos dias de completar 43 anos de idade, um dos ícones da AJJR Futsal anunciou que se aposentará com o término da temporada. “Para mim, já deu. Estou bem preparado para isso. Venho programando desde o ano passado”, disse o capitão da AJJR.

A história de Lula com esportes, porém, começou antes do futebol de salão. Entre 1991 e 1992, ele jogou nas categorias de base do Gama e do Brasília. A carreira no futebol de campo não vingou. Com o tempo, o interesse pelo futsal foi crescendo, até que teve a primeira oportunidade em um clube do DF. “Eu aprendi a gostar do futsal. Sempre joguei em quadras de rua, mas não tinha conhecimento das regras, nem o condicionamento físico ideal. Com o tempo, fui desenvolvendo. Até que ganhei uma oportunidade no Candangos”, conta.

Depois do Candangos, Lula representou outras equipes de Brasília, como Taguatinga e AABB, até chegar na AJJR, em 1999, para não sair mais. Com o tempo vieram os títulos: três no Torneio Arimatéia; dois no Campeonato Brasiliense; um na Liga Centro-Oeste; e um na Copa Brasília.

Lula afirma que só tem a agradecer por tudo que viveu no futsal. Além das conquistas, ele ressalta que o esporte foi importante para melhorar a sua qualidade de vida. “Para mim, foi ótimo. Conheci muitas pessoas e arrumei emprego através dele. O futsal mudou a minha história, pois me tirou de um lugar muito perigoso. Se eu tivesse continuado lá, poderia ter seguido por outro lado. Sou muito grato pelo que o futsal me trouxe”, lembra.

Apesar de tantos anos no esporte, Lula conta que não foi difícil decidir encerrar o ciclo como jogador. Em tom de brincadeira, ele diz que “já está na hora. Aliás, já está passando da hora. A idade chega, não é? Muitos me dizem que eu sou o jogador mais velho do futsal do DF, mas não quero mais esse posto para mim. Vou passar para outras pessoas”.

Além do Campeonato Brasiliense BRB de Futsal que está em andamento, Lula ainda disputará o Torneio  Arimatéia, no fim do ano. O intuito é fechar a carreira com chave de ouro. “Quero terminar minha carreira como jogador da melhor maneira possível. Tentar chegar em uma semifinal ou na final”, planeja.

Sua relação com o futsal, contudo, não terminará de vez. Lula seguirá como treinador das categorias de base da AJJR, posto que ocupa há 15 anos. Ele também planeja seguir outras funções dentro do clube. “Quero continuar auxiliando em alguma área referente ao futsal, por pelo menos mais cinco anos. Eu não vou sair de uma vez e dizer “parei”. Eu acho difícil imaginar a minha vida sem o futsal”.

A comunidade salonista sentirá saudade do atleta em quadra, mas com certeza ele alçará vôos ainda mais altos para continuar dando sua contribuição ao futsal do Distrito Federal.

Tags
Mostrar Mais

Viver Sports

A voz do esporte amador no DF e Entorno, chega a versão 2.0 de seu novo Site

Artigos relacionados

Close