Share

Festa para ninguém colocar defeito

Milhares de torcedores lotaram os arredores do campo para assistir a decisão das três divisões de São Sebastião

O campo central de São Sebastião foi palco de mais um grande espetáculo na cidade, desta vez com a decisão das três divisões de futebol da região administrativa. A competição, organizada pela Liga Amadora Desportiva da cidade (Ladss), sob o comando de Hermes Ferreira, chegou ao fim domingo (2) com uma grande festa que contou com a participação de milhares de pessoas, entre torcedores, comerciantes, atletas, dirigentes e demais espectadores.

Com excelente nível técnico, as finais das três divisões mostraram que a cidade é repleta de talentos do futebol e que o espetáculo é garantido quando eles estão em campo. Conquistaram os troféus: o Pelc (3ª Divisão); Letrados (2ª Divisão); e Aliança (1ª Divisão).

A partida mais aguardada do dia, a última, decidiria o campeão da Primeira Divisão de São Sebastião. De um lado o Aliança, time que conquistou 11 títulos na cidade, mas que desde a construção do campo sintético não havia vencido o campeonato oficial da cidade.

De outro, o Revelação Bela Vista (RBV), equipe que foi campeã da Segunda Divisão em 2007 e 2014, quando conquistou vaga para a Elite. Para o time, chegar à final da Primeira Divisão foi um grande feito e sonhar com o título no ano de acesso não custava nada.

Contudo, o que prevaleceu em campo foi a experiência do Aliança, que impôs um ritmo de jogo bem puxado e sem dar chance ao adversário. A equipe fechou a primeira etapa com vantagem de dois gols. Um de falta e outro de pênalti.

No segundo tempo, bem que o Revelação Bela Vista tentou diminuir, mas com um jogador a menos, acabou levando o terceiro. O placar permaneceu assim até o fim, com o Aliança fazendo a festa na final do Amador de São Sebastião e chegando ao 12º título.

Em março, o Aliança conquistou um título no sintético, mas foi de um torneio que envolveu 32 equipes da cidade. Porém, segundo Paulo Moura, presidente do Aliança, os adversários não contabilizaram. “Vencemos o Torneio Deputado Julio César, com 32 equipes da cidade, e invictos. Mas os adversários disseram que o torneio não valia. Agora estão sem argumentos”, desabafa. O presidente ainda destaca um detalhe: “Fomos campeões e nos tornamos o primeiro campeão invicto na história do sintético”, observa.

O Aliança ainda teve o goleiro menos vazado da competição, Bocão, com apenas 14 gols sofridos. Romário e Wanderson, ambos do Revelação Bela Vista, ficaram com o troféu de artilheiro, com 13 gols assinalados, cada. Quem comandou a final foi o árbitro Valdecy, com os assistentes Márcio e Manoel.

Segunda e Terceira Divisões com o mesmo nível técnico

O segundo jogo do domingo começou a mil e com histórias pitorescas envolvendo os dois finalistas. Num Só Piscar (NSP) e Letrados, ambos oriundos de manifestações culturais. O primeiro surgiu originalmente como um grupo de quadrilha junina. O outro, de um bloco carnavalesco. Até que formaram seus times para disputar as competições de futebol amador de São Sebastião.

Histórias à parte, o equilíbrio, de fato, reinou na decisão da Segundona. Quem abriu o placar foi o time do NSP. Até que o time estava administrando bem a vantagem, mas não conseguiu segurar o resultado até o apito final e viu o Letrados empatar, a poucos minutos do fim da partida.

Com a igualdade no placar, a decisão foi para as cobranças de pênaltis. O nervosismo era evidente em todos os atletas. Porém, castigou mais ainda os batedores do NSP, que erraram duas cobranças e assistiram o Letrados fechar os tiros livres em 4 x 1 e levantar o troféu da Segunda Divisão de São Sebastião.

Jiló (Letrados) foi o artilheiro da divisão, com 11 gols marcados. A defesa menos vazada ficou com a equipe do NSP, com o goleiro Matheus, que levou apenas 13 gols.

O árbitro da partida foi Edvar, que estava aniversariando no dia e comemorou seu aniversário em campo, fazendo o que gosta. Fábio e Valter foram os auxiliares.

3ª Divisão

Pelc e Nazaré, pela 3ª Divisão, abriram as partidas decisivas. Jogo bem equilibrado, mas quem buscou o resultado foi o Pelc, que logo no início da partida abriu o placar. Quando o Nazaré ensaiava uma reação, mais um gol. O primeiro tempo terminou em 2 x 0 para o Pelc.

Na segunda etapa, o Nazaré voltou melhor e correu atrás do resultado, diminuindo a diferença. Porém, o Pelc soube administrar a vantagem e segurou o placar em 2 x 1, sagrando-se campeão da Terceira Divisão.

E o campeão da 3ª Divisão fez barba, cabelo e bigode. João Paulo ficou com o troféu de artilheiro da competição, com 8 gols marcados; e Tuta foi o goleiro menos vazado, com apenas 10 gols sofridos.

O comandante do apito na decisão da Terceirona foi Eduardo. Ele contou com os assistentes Vagner e José Gonçalves.

Detalhes que fazem a diferença

São Sebastião é a única região administrativa que conta com três divisões na categoria Principal. Na Primeira Divisão, 11 equipes; na segunda, 19; e na terceira, 18. Ao todo são 58 equipes. A organização utiliza o mesmo sistema do Campeonato Brasileiro, em que sobem os melhores e descem os piores. A força do futebol na cidade é muito grande e prova disso é a movimentação nos arredores do campo. A torcida comparece sempre e faz o seu papel. O comércio abastece os que estão ali, como a Barraca do Costa, que dá total suporte em termos de alimentação, e demais ambulantes locais também são destaques.

Para abrilhantar ainda mais a festa do domingo passado, a narração esportiva de Matusalém Sousa, da rádio Esportes Brasília (www.esportesbrasilia.com.br) foi impecável. Ele narrou três jogos seguidos e mantendo o excelente trabalho de 11h às 18h. Inquestionável! Contou ainda com a reportagem de Jota Silva e os comentários de Oswaldo Maranhão.

Apoios

A competição teve apoio do deputado distrital Julio Cesar; Carvalho; Roberto Amigo de todos; Elizeu Cristino; Aldair Telhados; Cleone Barcelos; Barraca do Costa; Distribuidora de Bebidas Silva;  Fábio Corinthiano; e Leandro Marques.

Desfeita

A festa em São Sebastião reuniu mais de duas mil pessoas nos arredores do campo, durante todo o dia. Contudo, em nenhum momento, houve a participação da administração da cidade. O administrador, Jean Duarte de Carvalho, não compareceu e também não mandou nenhum representante. O gerente de Esportes da cidade, Robenilson Oliveira, só deu o ar da graça quando o deputado Lira chegou para prestigiar o evento. De qualquer forma, foi uma participação muito rápida.

Como sempre é de costume, a equipe do jornal ViverSports busca os nomes dos que apoiam as competições esportivas para citá-los. Porém, segundo os membros da Ladss, nenhum apoio foi conquistado junto à administração da cidade para realizar o evento ou mesmo para a estrutura da festa de encerramento.

Mesmo assim, o dia foi perfeito e não houve nenhum registro negativo para o evento em questão. Parabéns aos diretores da Liga Amadora Desportiva de São Sebastião (Ladss), aos atletas e dirigentes de equipes, aos comerciantes e torcedores. A festa foi irreparável!