CompetiçõesFutsalModalidadesPrincipais

Futsal de alto nível nas finais da VI Copa AGAP – LIPOCC de Futsal

Grandes duelos abrilhantaram o dia de decisões nas diversas categorias em tradicional competição na cidade de Ceilândia/DF

Philipe Moreira
Especial para o ViverSports

No domingo (29), o Ginásio da Guariroba sediou a fase decisiva da VI Copa AGAP – LIPOCC de Futsal 2017. A competição contou com jogos do mais alto nível futsal em diversas categorias no cenário do Distrito Federal. Com partidas eletrizantes, a torcida e os simpatizantes do futsal prestigiaram grandes confrontos em quadra.

Na primeira partida do dia, pela categoria Sub-13, a equipe do Arte Líder derrotou o Talentos/Shalke por 3 x 0. Gols marcados por Pedro Henrique (duas vezes) e Kauan.

No duelo seguinte, pela categoria Sub-15, Moura Sports e Impacto fizeram uma partida eletrizante, dominando boa parte do jogo, a equipe do Moura Sports abriu vantagem, mas no segundo tempo o Impacto com uma reação espetacular empatou a partida em 3 x 3. Nas penalidades máximas a equipe do Impacto foi mais efetiva e faturou o caneco da categoria. Alexandre, Caio e Lucas Tavares marcaram para o Moura Sports. Pelo Impacto os gols foram de: Pedro Henrique, Alex e Matheus.

O terceiro confronto do dia foi o mais curioso, as equipes Raça “A” e Raça “B” fizeram a grande final da categoria Sub-17. O Raça “A” bateu o Raça “B” no placar de 4 x 0. As duas equipes são comandadas pela técnica e professora Janaína que se mostrou bastante emocionada pela disputa da grande final com todos os seus atletas. O confronto em quadra segundo a técnica valia qual quarteto seria o principal para a temporada de 2017 e o Raça “A” levou a melhor. Gols do Raça “A” marcados por: Marcos Júnior (duas vezes), Carlos Francisco e Estevão deixaram um gol cada.

Pela Categoria Sub-20 a equipe do Realeza não tomou conhecimento da Chapeterror e aplicou uma goleada de 6 x 1. Os gols foram marcados por: Igor (três gols), Flavio, Cleivan e Vinícius marcaram um gol. O atleta Kelvin descontou para a Chapeterror.

A partida seguinte foi dos pequenos entrarem em quadra, pela Categoria Sub-11 os meninos do Sest Senat enfrentaram o Moura Sports, e ganharam no placar de 2 x 1. O duelo foi bem disputado, com muitas chances para as duas equipes e os pais fizeram uma linda festa nas arquibancadas apoiando seus filhos em quadra. Os gols do Sest Senat foram marcados por Luciano em duas vezes. Athos descontou para o Moura Sports.

Depois do meninos foi a vez da Categoria Feminino abrilhantar o dia das finais. Entre os duelos mais esperados, Minas/Icesp e Ceilândia fizeram uns dos grandes clássicos do futsal feminino do Distrito Federal. Com jogadoras de seleção brasileira em ambos os times, as equipes fizeram uma partida bem intensa, mas o Ceilandia acabou perdendo para as Minas no placar de 3 x 1. Gols de Ellen Nogueira (duas vezes) e Victória para o Minas/Icesp e Amanda para a equipe do Ceilândia.

Voltando o foco novamente para os menores, na Categoria Sub-9 mais um jogo levou ao delírio os torcedores que estavam no Ginásio da Guariroba. Assim como no Sub-11, Sest Senat e Moura Sports entraram em quadra e realizaram um jogo de testa pra cardíaco. Desta vez quem levou a melhor foi o Moura Sports que bateu o Sest Senat por 2 x 1. Gols marcados por Richard e João Pedro para o Moura Sports. Pelo Sest Senat, o jogador Lucas marcou o gol de sua equipe.

Para finalizar a VI Copa AGAP – LIPOCC de Futsal 2017, pela categoria Principal, a equipe do Realeza enfrentou um Real Esportivo. O Duelo foi bastante movimentado, faltoso e disputado. Aproveitando as melhores chances o Real Esportivo venceu o Realeza no placar de 3 x 1 e sagrou – se campeão. Os gols foram marcados por Emanuel (duas vezes) e Nairivan para o Real Esportivo. O jogador Aviner diminuiu para o Realeza.
Comandaram no apito durante a competição os árbitros: Jason Alves, Weverson Oliveira, Wallas Douglas e Júlio Cézar.

Com o sucesso da competição e com sentimento de dever cumprido, Márcyo Pastore que representou a Liga Poliesportiva e Cultural da Ceilândia – LIPOCC na copa, falou que a competição está cada ano melhor, “O nível técnico das equipes so tem melhorado a qualidade da competição. A ideia da competição ser rápida é que os alunos estão de férias escolares e também é uma ressaca do torneio Arimateia com equipes de menor expressão e de baixo custo e boa premiação”, conclui Márcyo Pastore.

Tags
Mostrar Mais

Viver Sports

A voz do esporte amador no DF e Entorno, chega a versão 2.0 de seu novo Site

Artigos relacionados

Close