Homens no Apito

FrancileiaSousa_7a Para driblar o machismo, Léia dá um
verdadeiro show em suas arbitragens

Francileia Sousa teve tarefas bem complicadas no fim de semana que passou. Além de apitar nos duelos das decisões das taças de Prata e Ouro, ainda teve de driblar o machismo que, no meio militar, parece que é mais latente ainda. Mas ela foi guerreira e conseguiu, além de uma bela atuação, calar a boca de alguns marmanjos com um excelente trabalho.

Quando o time do Brazlândia resolveu jogar e parar de reclamar, logo saíram os gols e com jogadas bem trabalhadas. Parabéns, galera!

Parabéns, Leia, pela brilhante atuação. Em futebol society não dá para paralisar jogo a cada “ei” dos jogadores. Jogo tem de ser é corrido, respeitar a lei da vatangem quando for possível e não atrapalhar o espetáculo.

DSC_8199aBons em campo e também na quadra

Sidney e Marcelo Carvalho atuaram nos duelos finais da Copa de Férias de Futsal do Recatno das Emas. Os caras mandam bem onde quer que atuem e não foi diferente no fim de semana que passou, com duelos eletrizantes, mas que tiveram todo o domínio da dupla.


___________________________________________________________________________________________________________________

LeonardoAssis_MarceloCarvalho_RicardoFerrão_2Jogo difícil na final do Interclubes

Muitas reclamações na decisão da Interclubes, entre Minas e Bombeiros. Mas o que se viu foi mais uma brilhante atuação do árbitro Marcelo Carvalho (C) e dos assistentes Leonardo Assis (E) e Ricardo Ferrão (D). É preciso ter muita paciência e profissionalismo para driblar as adversidades em campo, e isso eles tiveram de sobra. Parabéns, pessoal!

ManoelCostaNUnes_WeltonMariano_Trio manda bem em todos os campos

Vez ou outra, Manoel Costa Nunes, Welton Mariano e Agenaldo Clemes pegam uns duelos bem difíceis por aí. Mas o trio já ganhou a simpatia dos atletas de Sobradinho e vem fazendo boas atuações no campeonato da cidade, que conta com equipes pra lá de exigentes.

MarcosSantiago_1_2Cuidando do futsal feminino

Marcos Santiago atuou nos confrontos das semifinais da Copa de Futsal Feminino do Recanto das Emas. Discreto e muito justo.

__________________________________________________________________________________________

LeonardoAssis_LaísFernanda_MarceloCarvalho_RicardoFerrão_2Show de profissionalismo no Cave
Leonardo Assis (E), Ricardo Ferrão (D) e Laís Fernanda foram os assistentes de Marcelo Carvalho, domingo, no Cave, na partida decisiva entre Upis e Grêmio. Jogo difícil, mas que contou com uma bela atuação do quarteto.

EduardoBatista_Cadu_44Sem muito papo com os nervosos
Cadu apitou os duelos das semifinais da Liga Esportiva Nova Geração de Samambaia (Lengs). Sem dar ousadia às reclamações, mandou bem e, por isso, é um dos mais respeitados e cotados da região.

Foto: Marcyo Pastore/Divulgação

Muita coragem para fazer justiça
Decisão em Ceilândia não é para qualquer um. Os nervos sempre ficam à flor da pele, seja de dirigentes, atleta, organizadores e torcida. Mas quando se tem um bom quadro de arbitragem, a situação é controlada do início ao fim. No duelo final da Lecic, domingo, entre Apollo e Brincadeira, Marlon Campos, Renato Acioli,Gilson Nunes e Henrique Acioli tiveram atuação impecável. Nota 10 para o quarteto.

________________________________________________________________________________________________________

HermesFerreira_VAlterNunes_ManoelPinheiroNeto_FabioAlves_
Sexteto tem duelos dificílimos em São Sebastião

Manter o bom nível de arbitragem em uma competição que conta com três divisões não é fácil. Em São Sebastião o futebol é levado a sério e para os caras do apito sempre têm confrontos eletrizantes. Domingo (21), nas três finais, Hermes Ferreira, Valter Nunes, Manoel Pinheiro Neto, Adailton de Souza, José Edvar e Fábio Alves contaram com a confiança do presidente da Liga Amadora Desportiva de São Sebastião (Ladds), Elizeu .

AdailtondeSouza_JOséEdvar_FábioAlves_Elizeu

___________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Renato Acioli_ Gilson Nunes_José Edson..Final da Veterano com boa equipe

Gilson Nunes, Renato Acioli e José Edson estiveram na final do Campeonato Amador Veterano da Lecic, sábado, na Praça dos Eucaliptos. Trabalho com seriedade e só elogios à atuação do trio de arbitragem. Parabéns!

___________________________________________________________________________________________________________________________________________________________Um trio para todas as horas

Os irmãos Márcio e Marcelo Costa da Silva são figuras conhecidas nos campos de Sobradinho e Sobradinho II. Ambos formaram, com Jonas Figueiredo, o trio de arbitragem que atuou no duelo final do 8º Campeonato Amador da Vila Dnocs (Sobradinho). O jogo teve lances difíceis, mas eles conseguiram dar a seriedade que merece o futebol e tiveram coragem de marcar tudo que foi justo. Parabéns, trio!

___________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Timaço da arbitragem nas finais da Copa Jovem de São Sebastião

Os confrontos finais da Copa Jovem das categorias de Base e Feminino de São Sebastião foram perfeitos. Alegria, muito atleta bom de bola, técnicos e dirigentes pra lá de empolgados e uma torcida bem animada. Para completar, o evento contou com um verdadeiro time na arbitragem, que fez de tudo para que a competição fechasse da melhor maneira possível.
Os duelos tiveram uma mistura de experiência e renovação no campo de São Sebastião, com novos profissionais do apito, que estão começando a escrever o nome na história do esporte do DF, assim como os mais experientes, entre eles o ex-árbitro Fifa, Jorge Paulo, Geufran Oliveira, delegado da Federação e outros nomes da cidade, que fazem a diferença em campo e que têm o apoio da comunidade.
Durante todo o sábado, vários duelos foram realizados e para aguentar o pique, só com uma equipe bem preparada. Estiveram no comando do apito: Luciomar, Nivaldo Nunes, Manoel, Welton, Luis, Ananias, André, Geofram e Nathan, Mayara, Luís Antônio, Jorge Paulo, Ananias e Daniela. Pessoal, parabéns pelo trabalho e dedicação ao futebol.

___________________________________________________________________________________________________________

DouglasDias_PauloMeireles_KesleyRaphael_3 KesleyRaphael_RenatoAcioli_FelipeBarbosa_2Jogos complicados para o quinteto na Agap

Douglas Dias, Paulo Meireles, Kesley Raphael, Renato Acioli e Felipe Barbosa foram os caras responsáveis pelas duas partidas decisivas da Copa Agap (Pré-Mirim e Mirim). Sábado, o quinteto autou em dois jogos entre Santos x Brasília Academia. Os duelos entre as duas equipes são sempre muito disputados, em que a rivalidade, às vezes, extrapola os ânimos e sobra para a arbitragem.

Reclamações à parte, o que se pode registrar foi a seriedade dos profissionais, que nada interferiram nos resultados das partidas e a vitória foi para a equipe que melhor se destacou em campo. No caso, o Brasília Academia, que faturou as duas categorias em cima do Santos.

Hugo_Galeguinho_Jander_Hélio_JoseAugusto_Vasquinho_3Os caras fortes das finais de Samambaia

Domingo, o Estádio Regional de Samambaia recebeu duas decisões da Liga Unida de Futebol Amador de Samambaia (Lufas). Uma pela categoria Veterano e outra pela Principal. O presidente da liga, Galeguinho, confiou em Hugo, Gaminha e Hélio para apitar os jogos. José Augusto esteve presente para dar aquela força aos amigos e também acompanhar duas belas partidas.

Além dos profissionais do apito, Galeguinho recebeu Antonio Vasquinho, maratonista da cidade (D), que acompanhou os confrontos decisivos.

xxxx_GeufranOliveira_xxGeufran Oliveira e compahia no Clube da Saude

Durante a semana, quem comandou o apito no Clube da Saúde foi Geufran Oliveira (C). Experiente, sério e muito preciso, o árbitro é bem cotado para atuar nas competições da cidade e não poderia estar de fora do campeonato do Clube da Saúde, um dos mais fortes e disputados do DF. Parabéns pelo excelente trabalho que realiza nos campos.

______________________________________________________________


MizaelQuintino_EdmilsonCederaz_SérgioOliveira_3
Atuações indiscutíveis no Gama

O confronto final da categoria Principal do Gamadão contou com o trio Mizael Quintino, Edmilson Cederaz e Sérgio Oliveira. Jogo difícil, mas os caras tiveram excelente atuação e mantiveram o duelo em alto nível. Também vale frisar que o árbitro Edmilson Cederaz está completando 30 anos de trabalho no apito. Experiência e competência, o homem tem de sobra. Só nos resta parabenizar pelo excelente desempenho na decisão.

RonaildoRodrigo_DeusimarRosa_AndersonOliveiraCompetência na Copa Taguatinga

Os duelos das categorias de base não são nada fáceis. Os nervos da garotada ficam à flor da pele. A torcida, formada em sua grande maioria por pais de atletas, não deixam passar nada despercebido e os caras do apito, geralmente, têm muito trabalho para manter os jogadores com foco no campo. Agradar a todos, realmente, é tarefa difícil. Mas Ronaildo Rodrigo, Deusimar Rosa e Anderson Oliveira mandaram bem na final da Copa Taguatinga, domingo (30), no Serejão.

JulioNasciemnto_EdvaldoFreire_RenildoAraújo_ValcirGomes_ZéMário_3Cruzeiro teve quarteto de peso

Para o duelo final da Liga Desportiva do Cruzeiro/Sudoeste (Lidesc), o presidente Júlio Nascimento (E) teve o competente quarteto Edvaldo Freire, Renildo Araújo, Valcir Gomes e José Mário. Com muita seriedade, trabalharam sem chamar atenção, mas com precisão.

CarlosRoberto_WelisonDias_MarcioGonçalves_3Discretos e competentes

Em Taguatinga, na final entre Rei do Pão e Barcelona, Sidney Amorim, presidente da Leiat, deixou a responsabilidade do apito com o trio Welison Dias, Márcio Gonçalves e Carlos Roberto. Sem muito alarde, eles conseguiram conduzir a importante partida com muita competência e seriedade. Parabéns ao trio!

AndreSantos_ManoelCosta_NathanLenkart_NivaldoNunes_WeltonMariano_XXXXX_2Seis árbitros atuaram na decisão da Agap

Os duelos finais das categorias Juniores e Infantil da Agap tiveram uma equipe grande na atuação. Os confrontos foram realizados no Bezerrão, sábado. Pode até parecer exagero, mas pela importância da competição para as categorias de base, não podia ser diferente. Mesmo assim, o grupo teve um pouco de trabalho, pelo acirramento das partidas. Porém, atuaram com seriedade e o senso de justiça prevaleceu. São eles: André Santos, Manoel Costa, Nathan Lenkart, Nivaldo Nunes, Welton Mariano e Luciomar Pereira.

____________________________________________________________________

JoséGomes(clubedaSaude)_FelipeRibeiro_Ronivon Luis_Alan José_2Seriedade no Clube da Saúde

O trio de arbitragem Felipe Ribeiro, Ronivon Luís e Alan José, atuaram pela segunda rodada do Campeonato do Clube da Saúde, sábado. Eles têm a simpatia e confiança do diretor de Esportes do Clube, José Gomes (à esquerda). O confronto foi tranquilo e os caras mandaram bem.

 

ValcirGomes_JosuéRodrigues_RonaldoMoura_2Duelos difíceis no amador do Cruzeiro

Os confrontos das semifinais do Amador do Cruzeiro tiveram Valcir Gomes, Josué Rodrigues e Ronaldo Moura no comando do apito. Jogos importantíssimos e tensos,  mas nada que pudesse tirar o foco dos profissionais do apito, que atuaram muito bem. Parabéns, trio!

______________________________________________________________________________

Alcântara_Claudio_Adolfino_1Atenção redobrada em Sobradinho

Final de campeonato não é para qualquer um. Mesmo que seja amador, os nervos estão sempre à flor da pele, as reclamações são bem contundentes e qualquer distração, pode levar o trio de arbitragem a perder o controle da partida. Mas na final da Copa Aniversário de Sobradinho, organizada pela Lades, o trio de arbitragem do Programa Boleiros atuou como nunca. Parabéns, Alcântara, Claudio e Adolfino! Vocês foram perfeitos me merecem o respeito de todos pelo excelente trabalho.

 

Jonas_Marcelo_AndersonDestaques na final de Sobradinho II

Se o trio que apitou a final da Lades merece toda a consideração, imagina o que falar dos caras que apitaram as finais da Lieso, em Sobradinho II. Com duelos bastante acirrados, eles tiveram de mostrar determinação, convicção e, acima de tudo, profissionalismo. Parabéns, Jonas, Marcelo e Anderson!

_________________________________________________________________________

Pablo Furtado, Paulo Miranda, Julio Cesar  e Raphael Furtado

Jovens e muito bons no que fazem

Reclamações não faltaram por parte da equipe do Candangos, na final do campeonato da Diref, sábado (1º). Mas vamos reconhecer que o trio de arbitragem, embora bastante novo, mandou muito bem. Duas situações em que a galera pediu pênalti, Paulo Miranda foi enfático em mandar o jogo seguir. Em uma delas, se o atleta do Candangos tivesse escolhido seguir com a jogada e não mergulhar na área como se ela fosse uma piscina, talvez o gol teria saído e o time conquistado o título. Bom trabalho também dos auxiliares Pablo Furtado e Raphael Furtado. Os jovens do apito fazem parte do quadro da Cooperativa de Árbitros Desportivos do Distrito Federal (Coade-DF). O presidente da entidade assistiu à partida e aprovou a atuação do trio.

Sensatez deu o tom em Sobradinho II

Foto: Liomar Gomes/Divulgação

Anderson, Cleiton e Jonas tiveram duelos difíceis no domingo, em Sobradinho II, mas prevaleceu o bom clima, característico da região. Assim o trabalho do trio pode ser feito sem maiores problemas e as equipes saírem satisfeitas.
____________________________________________________________________________________________________________________________________________________
Dupla mandou bem no Vizinhança

PauloMiranda_2 FrancileiaSousa_3Os confrontos finais da Copa do Brasil do Clube Vizinhança foram um sucesso. Embora tenham sido três finais, os ânimos não estavam tão acirrados assim. Contribuíram para um clima descontraído os árbitros da Cooperativa deÁrbitros Desportivos do Distrito Federal (Coade-DF), Paulo Fernando e Franciléia Sousa. A empresa tem como presidente Júlio César Guimarães Furtado, que fez questão de enaltecer o trabalho da dupla em jogos tão importantes.

CanarinhoRodrigo_Gugu_1

Experiência e jogo de cintura

Para atuar em confrontos finais é preciso ter muito jogo de cintura, caso contrário, perde-se o controle do jogo e, o que poderia ser um belo espetáculo, acaba de modo nada agradável. Mas quem tem a experiência de Canarinho (foto), dificilmente perde o domínio da partida. Canarinho, Celso e Aldair trabalharam nos jogos finais da Celacap, domingo (26), e de forma bastante profissional. Parabéns, guerreiros do apito, por mais essa participação de peso no futebol amador.

 

Cícero-Correia_RonaldoMatos_RicardoFerrão_2Vida de árbitro não é nada fácil

Que os caras do apito têm vida difícil, ninguém duvida. E que o digam o trio Cícero Correia, Ronaldo Matos e Ricardo Ferrão. Eles atuaram nos confrontos entre Brasília Academia e Meninos da Vila, sábado (11), no Park Way. Os jogos das duas equipes são sempre muito pegados e repleto de reclamações, afinal, é um dos principais clássicos das categorias de base do Distrito Federal.

O trio teve de ouvir reclamações contundentes e dos dois lados. O bom é que conseguiram segurar a onda, pois não é nada fácil.

LucianoFelipe_PauloMendonça_2Para dominar as ferinhas

Luciano Felipe, 36 anos, e Paulo Mendonça, 40, estavam na entrega simbólica da quadra sintética do Caub II, no Riacho Fundo II. A dupla trabalha nos campos da cidade e com ótimos rendimentos. O primeiro está na arbitragem há seis anos e, além disso, mantém um projeto social para a garotada do Caub II, em que ensina para os pequenos sonhadores o caminho para o profissional do futebol.

Já Paulo Mendonça está na arbitraem há dez anos e é conhecido por sua seriedade, justiça e estar sempre em boa forma física. Parabenizamos os dois pelo excelente trabalho que vêm realizando.

____________________________________________________________________

 

 

 

MazinhoeWarleyLuisdaSilva_2

 Experiência e conhecimento

A Copa Candanga de Futsal é um dos grandes eventos da modalidade no Distrito Federal. Para manter o nível, os organizadores contam com um quadro de arbitragem pra lá de experiente e respeitoso.

Na abertura da competição, sábado (4), na AABB, uma dupla fez bonito em quadra: Mazinho (E), 43 anos, e Warley Luís da Silva Pereira, 24.

O primeiro atua no futebol, há 15 anos, com jogos de campo, society e futsal. No mesmo embato, Warley, há seis anos no apito, vem fazendo boas atuações no amador do DF.

Luiz Paulo AnicetoFalta pouco para o profissional

Luiz Paulo Aniceto, 23 anos, é figura conhecida, tanto em Samambaia quanto em outras regiões administrativas do DF. Há sete anos, ele vem atuando nos campos da cidade. Estudante de Educação Física e professor de karatê, neste ano, está dando um passo muito importante, pois busca uma vaga entre os árbitros profissionais. Fez todos os testes físicos e falta muito pouco para chegar lá.

Atento a todas as movimentações em campo, ele tem trabalhado muito. No fim de semana que passou, atuou em jogos importantes do Amador do Guará e de Taguatinga, apitando três jogos: um

na Assefe (pela Lifag) e dois pela Ceit (Taguapark

e Serejinho).

Joca_CleberGois_Junior_e_LuanaGomes(delegada)Quarteto de “responsa” da Agap

Joca, Cleber Goias, Júnior e Luana Gomes estão nos campos, acompanhando e atuando em confrontos da Copa Agap. O quarteto tem feito a diferença em clássicos, como na tensa partida entre os juniores do Cruzeiro e do Gama.

arbitrosDe São Sebastião para Sobradinho II

Manoel Costa, Ananias Nunes e Nathan Lenkart foram os árbitros de fora que apitaram em dois duelos da 5ª rodada da Copa Emancipação de Sobradinho II. Parece que as equipes estão gostando do trabalho dos caras de São Sebastião.

—————————————————————————————————————————————————————————————————————

Semifinais da Celacap com trio nota 10

As semifinais do Clube Celacap foram realizadas no sábado (20) e com partidas de tirar o fôlego. Para orquestrar jogos tão importantes, um trio conhecido e que manda muito bem no apito: Canarinho, Rodrigo e Gugu. Reclamações à parte, pois elas sempre ocorrem, fica aqui nossos parabéns aos três, pelo trabalho, simpatia e comprometimento.

Mandando bem no Campeonato Amador do Cruzeiro

A dupla Waldir (E) e Josias (D) está entre os árbitros que atuam nos duelos da Liga Desportiva do Cruzeiro (Lidesc). Domingo, eles estiveram em campo e atuaram bem, principalmente no confronto em que o Juventude derrotou o Aruc/Fokkus por 3 x 1. Um excelente jogo e com brilhante trabalho de ambos.

Josias é figura conhecida. Em alguns campeonatos realizados no DF, quando há transmissão ao vivo, ele vira comentarista, papel que também desenvolve muito bem. Parabéns aos dois, pelo excelente trabalho em campo e fora dele.

Árbitros de São Sebastião na Lieso

Desde o ano passado, algumas equipes de Sobradinho II insistem em culpar a arbitragem pelos resultados negativos. Se elas têm ou não razão, não cabe a nós discutir. Mas atendendo a pedidos, os organizadores da Lieso chamaram profissioinais de São Sebastião para atuar em alguns confrontos.

Domingo (21), Manoel Costa, Nivaldo Nunes e Frank Gomes comandaram o duelo entre Chigoga e Serrana, que terminou empatada em 0 x 0. Pelos últimos resultados, não desmerecendo a atuação do trio, que merece respeito e admiração, dá para perceber que o problema em questão não tem a ver com a arbitragem.

———————————————————————————————————————————————————————————————————————-

Trio vai bem até no terrão Na abertura da Copa Emancipação, e Sobradinho II, um jogão marcou a rodada. O confronto entre Cataventos e Evangelho, que terminou empatado em 1 x 1. Fora do elenco das equipes, o trio de arbitragem Anderson, Luizinho e Manoel Filho mandaram muito bem e garantiram uma partida pra lá
de equilibrada.

Calmaria em Samambaia
A final do Campeonato da Liga Esportiva Nova Geração de Samambaia foi um exemplo de bom comportamento entre atletas, organizadores, árbitro e torcedores. Sem nenhum registro que venha a prejudicar a atuação do árbitro da partida (Edilson), todos os envolvidos mostraram que é possível manter o nível e o respeito em campo. O que se viu, na tarde de domingo, nos arredores da quadra 421, foi uma torcida inflamada, dando maior apoio aos atletas e sem interferir no trabalho do cara do apito. Parabéns, galera, pelo comportamento. Samambaia merece estar entre as regiões mais civilizadas do futebol amador, afinal, quem faz o o nome são vocês.

Categoria de sobra

Alan Brasil é daqueles árbitros que fazem sucesso no trabalho devido às suas características profissionais e pessoais. Em campo, chama atenção pela aplicação da regra, postura, determinação, pontualidade e bom trato com os atletas. “Ele foi eleito melhor árbitro da Copa Sinduscon nos anos de 2007 e 2009. É um cara muito legal de se trabalhar e merece estar entre os destaques da categoria”, analisa Celso Zarconi Viveira.

Quem também assina embaixo é Jonas Rodrigues, gerente de Esportes do Cruzeiro. “Ele é uma das pessoas de nossa confiança na Febrasa. Por isso, está sempre presente nas finais dos nossos eventos”, diz Jonas Rodrigues.

________________________________________________________________________

Xerifões de Samambaia

Eles não são de muitos sorrisos e frases de efeito. Em campo, procuram ficar de olho em todos os lances, para que não tenha de discutir com ninguém por alguma marcação. A dupla em questão é Jander Santos e Luiz, árbitros que atuam também em Samambaia e tem o respeito da galera.

Trabalho de gente grande e madura

Ser árbitro, além do preparo físico e conhecimento das regras, é ter muita paciência. Sem essa palavrinha, a coisa pode degringolar. Marcelão, que também mostra suas habilidades no gol, e José Augusto são dois profissionais que sabem como ter o controle de qualquer partida. São respeitados em Samambaia por saberem contornar situações complicadas. Com várias competições recomeçando na cidade, a presença de ambos é certa nos campos da região administrativa.

Violência em campo preocupa

Tem muitas equipes que são derrotadas em campo e sempre colocam a culpa no trabalho dos profissionais do apito. Enquanto houver essa choradeira em torno da atuação dos juízes de futebol, os times que não conseguem se arranjar terão sempre uma desculpa para justificar sua ineficiência. Reconhecer o erro é dar a oportunidade de corrigi-lo. Sem falar que há casos em que os árbitros já entram em campo com o pensamento de que, se tal time perder, ele vai apanhar.  Que situação, galera! Vamos jogar futebol e deixar a violência para os bandidos.

Presentes nas categorias de base

Os jovens André Santos (E) e Nathan Lenkart (D) são as caras novas da arbitragem do Distrito Federal. A dupla atuará com Luís Antônio (C) durante os jogos da 5ª Copa Jovem de Futebol das Categorias de Base de São Sebastião. Simpatia, competência e muito jogo de cintura o trio tem de sobra. Não é fácil segurar os ânimos de atletas em campo, mesmo que sejam crianças e mulheres.

Embora a pouca idade, os jovens já vêm mostrando talento há algum tempo, com boas atuações  em outras competições da cidade. E quanto a Luís Antônio, a experiência e a maturidade o credenciam entre os melhores do apito.

Com fôlego para atuar muito tempo

Há quem diga que o árbitro também tem de saber quando parar, afinal, o fôlego acaba e as atuações podem ficar comprometidas. Essa é uma realidade que ronda quem vive
do esporte.

Para David Mota de Castro, 64 anos, isso pode até ser um fato extremamente verdadeiro, mas não em seu caso. Há 30 anos, o juiz trabalha nos campos da cidade, independentemente, da categoria. Até no beach soccer ele mostra que, quando se faz o que gosta, tudo se torna mais fácil. Assim, ele segue em sua profissão, sempre sorrindo e buscando ser justo.

Final em Santa Maria sob o comando do trio

Vilmar dos Reis (E) e Emerson Barreto (D) auxiliaram Rubens do Nascimento, o Rubão, no confronto final pela Taça Aniversário de Santa Maria, domingo (24). O trio cumpriu o esperado e conduziu o jogo de forma responsável. Juventus e Milan se enfrentaram e levaram a decisão para as cobranças de pênaltis, após empatar em

1 x 1 no tempo normal. O duelo foi tenso, pegado, mas nada que tenha rendido grandes problemas aos profissionais do apito.

Arbitragem confusa gera tumulto na Agap

Os confrontos entre Cruzeiro e Gama são tensos, normalmente. O clássico da Juniores sempre rende reclamações, expulsões e muita gente insatisfeita. Sábado (23), pela Copa Agap, não foi diferente.

Jogo violento e com expulsões do time do Cruzeiro. Dirigentes reclamaram bastante do trio de arbitragem, que não conseguia sincronia nas marcações. Segundo eles, para um jogo que já é de praxe ter muitas reclamações, deveriam ter escalado profissionais mais experientes.

Mas vale ressaltar que as três expulsões foram corretas. Por mais que se tenha erros, é inadimissível que atletas percam o foco e partam para a agressão física.

Os homens fortes do beach soccer

Para ser árbitro é preciso estar em boa forma fisica, porque o desgaste correndo de um lado para o outro não é brincadeira. Mas isso José Mário (foto/E) tem de sobra. Com 57 anos de idade e 32 de profissão, o cara é figurinha conhecida nos campos do DF. Sábado (23), ele e Aldeci Pereira (foto/D), 40 anos, suaram as camisas nos confrontos da 16ª Copa Valtão Jacaré de Futebol de Areia. Reclamações, ah, isso tem de sobra, mas eles tiram de letra e fazem de tudo para conduzir de forma mais justa os duelos.

___________________________________________________________________________________

Quinteto de “responsa” atua na final da Copa Minas

Quem disse que futebol amador não é coisa séria. Tanto é que, no confronto final da Copa Minas de Futebol, em Sobradinho, cinco árbitros atuaram: Ventura, Alcântara, Claudio, Adolfino e Pantera. O quinteto teve de ter pulso forte para segurar os ânimos na decisão.

Ventura (E) foi um dos mais criticados. Em um lance polêmico, o assistente pegou um xingamento de um dos dirigentes do Abarka e parou o jogo para repassar a informação ao árbitro, que não teve dúvida e expulsou o rapaz de campo. Houve um princípio de confusão, mas nada que possa apagar o brilho da festa.

Segundo Ventura, ele está ali para ver isso e, independentemente, de quem tenha usado palavras de baixo calão contra a arbitragem ou o adversário, sua postura seria a mesma. No fim do jogo, alguns torcedores insinuaram que ele interferiu no resultado da partida.

Com um placar de 3 x 0, fica a incógnita se houve interferência. O fato é que o Total Flex jogou melhor e mereceu a vitória.

Conhecido em Recife e no DF

Júlio César Machado faz parte do quadro da Cooperativa de Trabalho dos Árbitros do Distrito Federal (CoadeDF). Sábado, atuou no confronto da categoria Veterano da Copa do Brasil do Clube Vizinhança da Asa Sul, entre Vila Nova-GO e Brasiliense.

Com 38 anos de idade e 20 de profissão, o árbitro sempre trabalhou com o futebol amador. Começou em em Recife e, desde 1994, trabalha nos campos do Distrito Federal, quando se mudou para a cidade. Sua linha é bem disciplinadora, o que é super importante para manter o esporte como fator integrador.

As mulheres da arbitragem

A coluna tem o nome de Homens do Apito, mas as mulheres também são presença nesse setor, que muito contribui com o esporte, como é o caso de Tatiane Correia (E) e Leila Naiara, que apitaram o confronto final da Copa Mulher de Futsal Feminino, na Cidade Ocidental-GO. A primeira está concluindo o curso de Educação Física, enquanto Leila, já é graduada há algum tempo. Elas atuam nas quadras há um ano e meio, apenas com o futsal.

Pulso firme, senso de justiça e dedicação as moças têm de sobra. Isso, sem falar no excelente trabalho em quadra, porque venhamos e convenhamos, não é fácil segurar os nervos de um grupo de mulheres quando o assunto é uma decisão. E elas souberam conduzir tudo com muita maestria e simpatia, na final entre as equipes do AJJR e do Cesea.

 Samambaia, área de risco

Samambaia tem sido foco de muitas matérias positivas nos últimos tempos. Mas, infelizmente, não está sendo bom local de trabalho para os árbitros. Somente neste mês, três grandes confusões envolvendo os profissionais do apito, dirigentes e atletas mancharam a imagem da cidade. Cabe ressaltar que erros acontecem, mas é preciso manter o respeito. Mesmo que uma marcação não tenha sido correta, não vale a pena partir para as vias de fato. Afinal, não estamos mais na Idade da Pedra. Vamos manter o nível do futebol amador. Civilidade, já!

_________________________________________________

Sandro Meira Ricci do outro lado

Sandro Meira Ricci (E) faz parte dos quadros de árbitros da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) desde 2006, e da Fifa, desde 2011. Ganhou o prêmio de melhor árbitro do Campeonato Brasileiro em 2010 e o de segundo melhor, no ano seguinte. O trabalho é de grande responsabilidade, mas, em momentos de folga, ele também bate uma bolinha na cidade. Sábado (9), jogou pela Copa do Brasil, competição amadora do Clube de Vizinhança, na Asa Sul. Participou dos principais lances de sua equipe, o que pode se dizer que ele jogou bem. Responsável por apitar a partida entre Brasiliense e Remo, pela categoria Veterano, Júlio César Guimarães Furtado, presidente da Cooperativa de Trabalho dos Árbitros do Distrito Federal, fez um bom trabalho e pode posar para foto junto a um dos mais conhecidos juízes profissionais de campo da capital federal, atualmente.

Sucesso aos dois em suas atuações com o apito.

Dupla de respeito

João Ademir Flores, ou simplesmente, Flores (abaixo), está entre os árbitros escalados para atuar na Copa do Brasil do Clube Vizinhança. Na abertura, apitou os jogos da categoria Principal.

A continuar com o mesmo nível de atuação, a expectativa é que bons jogos sejam realizados com a participação da dupla, que impõe respeito.Renildo Araújo, o Zico (E), também faz parte do grupo na mesma competição. Ele atuou nos jogos inaugurais, pela Master.

Samambaia bem servida

Müller Aniceto (E) e Douglas Alves (D) são personagens dos campos de Samambaia. O primeiro é juiz e coordenador de Arbitragem das Categorias de Base da Liga Unida de Futebol Amador de Samambaia (Lufas). Educado, humilde e bem articulado na aplicação de cartões. Com 27 anos, está na entidade desde 2010.

Douglas é um dos mais novos na cidade. Ele tem 20 anos e tem fama de marrento. Mas é reconhecido por ser justo, atencioso e saber se expressar com os atletas.

Abertura para novos talentos

Se alguém tinha em mente que quanto maior a idade, melhor seria o trabalho em campo, é melhor rever os conceitos. Lucas Figueredo, 19 anos, trabalha com arbitragem desde 2010. Conhecido entre as categorias de base e adulto de Samambaia, ele sabe trabalhar. Possui algumas características que o destaca em campo: não dá moral, mantém o jogo sob seu controle, e, quando é necessário partir para o diálogo, sabe fazer como ninguém.

Que venham outros novos talentos para quebrar os paradigmas que envolvem o esporte, em geral.

Pautado pela autoridade em campo

Árbitro de pulso forte e que de forma plausível tem imposto respeito nas partidas em que atua pela Liga Esportiva Nova Geração de Samambaia (Lengs). Esse é Edmilson Neves, que usa toda sua experiência para mostrar aos atletas que, mesmo não sendo uma partida oficial de futebol, é preciso entender que do outro lado tem o adversário, que nada mais é que indivíduos que estão ali pelos mesmos propósitos.

Parabéns, Edmilson. Continue com sua dignidade, senso de justiça e responsabilidade com a profissão. O futebol precisa de árbitros assim, comprometidos, justos e que impõem respeito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close