EsportesFutebolPrincipais

Juventude fica com o troféu da Copa Planaltina

Em jogo emocionante, time empata com o Bairro em 1 x 1, vence o adversário nos pênaltis, e sagra-se campeão da competição

Kátia Sleide

O domingo (6) foi de final dupla em Planaltina. O campo número 3, do Complexo Esportivo da cidade (atrás do estádio Adonir Guimarães), recebeu os duelos decisivos da Copa Planaltina e da Copa dos Campeões de Planaltina. No primeiro, o Juventude empatou em 1 x 1 com o Bairro e, nas penalidades, com excelente defesa do goleiro Ítalo, levantou o troféu de campeão.

O duelo foi bastante disputado e as duas equipes construíram várias chances de gols. Porém, quem abriu o placar foi o time do Bairro, com Matheus Santos marcando um golaço e colocando seu time à frente na disputa.

O Juventude teve paciência para partir pra cima e, ao mesmo tempo, cuidar da marcação. E foi com essa consciência que o time, a três minutos do apito final, conseguiu a igualdade no placar, com um lindo gol marcado por Rildson Ferreira.

Com o empate e o fim do tempo normal, as equipes foram para as disputas de pênaltis. Brilhou a estrela do goleiro Ítalo, do Juventude, que defendeu o último pênalti batido pelo atleta do Bairro. Final: Juventude 5 x 4 nos tiros livres e festa com a torcida após a conquista da Copa Planaltina.

Além do título, o Juventude ainda conquistou a Taça Disciplina, com apenas seis cartões amarelos durante toda a competição. Para a diretoria da Liga Desportiva de Planaltina, é de extrema importância para os esportistas e para a organização, uma vez que valoriza o espírito esportivo.

Frank, da equipe do Bairro, ficou com o troféu de goleiro menos vazado, com apenas 5 gols sofridos. Borracha, do Mão na Roda, faturou o troféu de artilheiro da competição, com 7 gols marcados.

As equipes receberam premiação em dinheiro, além de troféus, medalhas e bolas pênalty. O trio de arbitragem também foi homenageado com troféus.

A cerimônia de premiação contou com a participação dos deputados distritais Agaciel Maia e Ricardo Vale, personalidades da cidade e do ex-goleiro do Fluminense Paulo Victor.

Troféu em homenagem a Lucas Neres

A Copa Planaltina fez uma homenagem a Lucas Neres com o troféu da competição em seu nome. O rapaz, que morreu em 14 de maio do ano passado, aos 20 anos, nasceu com uma grave patologia pulmonar (bronquiolite obliterante).

Lucas Neres, que tinha uma expectativa de vida muito curta, viveu 20 anos na esperança de conseguir um tratamento que o ajudasse. Após várias tentativas, sua única alternativa seria um transplante de pulmão.

A família realizou campanha para conseguir dinheiro para levá-lo ao Canadá, onde o procedimento poderia ser realizado. Infelizmente, não conseguiu o montante necessário. Mas uma nova chance poderia lhe ser dada, com a chegada de um aparelho para a realização do transplante em Porto Alegre.

A família se mudou para a cidade gaúcha e esperaram pelo órgão. Porém, a situação de Lucas Neres se agravou e ele não resistiu.

A mãe do rapaz, Irani Neres, esteve no campo para acompanhar a homenagem a seu filho. Com os olhos marejados, mas com voz segura de que fez tudo o que era possível, agradeceu a todos pela força dada à família e ao rapaz e, serenamente, agradeceu pelos momentos e pelo aprendizado ao lado do filho.

Torcida

Como já é de costume, a torcida sempre marca presença nos jogos de futebol amador de Planaltina. A participação deixa o espetáculo mais bonito e também movimenta o comércio à beira de campo, o que mostra que o futebol amador é, sem dúvida, além de uma opção de lazer para a cidade, um gerador de renda para várias famílias de ambulantes.

Organização

A Copa Planaltina, que teve o apoio da Administração Regional de Planaltina e do deputado Agaciel Maia, tem a organização da Liga Desportiva de Planaltina, sob o comando do presidente Ninim, com o apoio e parceria dos membros diretores: Dênis Inácio, Marquinhos, Jean e Léo.

 

Tags
Mostrar Mais

Viver Sports

A voz do esporte amador no DF e Entorno, chega a versão 2.0 de seu novo Site

Artigos relacionados

Close