LutasMais EsportesPrincipais

Ketleyn Quadros, de Ceilândia para o mundo

A atleta foi a primeira judoca brasileira a ganhar uma medalha olímpica em esportes individuais

Ketleyn Quadros tem 31 anos, é natural de Ceilândia e já aos 8 anos falava para sua mãe que queria ser judoca olímpica quando crescesse. Em 2008, a atleta se tornou a primeira mulher a ganhar uma medalha olímpica para o Brasil em esportes individuais e de lá para cá, a judoca brasiliense obteve várias conquistas nacionais e internacionais.

Atualmente, Ketleyn defende a equipe do SOGIPA do Rio Grande do Sul lutando na categoria meio-médio (-63kg) e já disputou seis Mundiais. Foi campeã dos Grand Prix de Almaty (2013), Tashkent (2013) e Cancún (2017), da Copa do Mundo de Madrid (2011) e do Pan-Americano de Santiago (2017).

Seu próximo objetivo é se manter na seleção brasileira e para isso, no próximo dia 13 de dezembro irá disputar a Seletiva Nacional Projeto Tóquio 2020, em Lauro de Freitas (BA).

A atleta fala da expectativa de sua participação na competição.” É uma importante competição, visando a uma vaga para os Jogos Olímpicos de 2020. Minha expectativa é positiva, e espero fazer excelentes lutas. Seletiva é uma competição de muita determinação, porque você luta com atletas que não foram da seleção e estão treinando o ano todo por essa vaga e aí os atletas que representaram a seleção brasileira são alvos”, enfatiza Ketleyn.

Boa sorte, Ketleyn!

Tags
Mostrar Mais

Viver Sports

A voz do esporte amador no DF e Entorno, chega a versão 2.0 de seu novo Site

Artigos relacionados

Close