Share

Manobras radicais

Skatistas lotaram a Praça do Cidadão, com manobras pra lá de ousadas
Praça do Cidadão (Ceilândia) sedia Campeonato de Skate da CUFA-DF

A  final do principal campeonato de skate do Distrito Federal e Entorno, o Circuito de Skate de rua DFStreet 2012 ocorreu no fim de semana que passou. O torneio foi organizado pela Central Única das Favelas do Distrito Federal (Cufa-DF), em parceria com o Movimento Cultural Super Nova, Associação de Skate do Paranoá e o Movimento Brasília Capital do Rock. A competição ocorreu na Praça do Cidadão, em Ceilândia Norte.

A disputa foi dividida em duas partes. Sábado, as categorias Mirim e Iniciante competiram. Domingo foi a vez das meninas concorrerem ao prêmio da modalidade Feminina. Em sua primeira edição, o evento contou com a participação de mais de 300 atletas de todas as idades.

O coordenador da Cufa-DF, Marcos Maciel, conta que a ideia surgiu quando observou que o skate é o segundo esporte praticado pela população jovem no Brasil. Ele constatou também que disciplina, dedicação, vida saudável e amor pelo esporte são importantes. “Subir em um skate não é fácil e em cada manobra, o atleta precisa se superar”, enfatiza.

Além disso, Marcos ressalta que o skate não é valorizado como deveria ser. “As ações dos skatistas são isoladas em alguns grupos”, comentou o coordenador. “O DFStreet veio trazer para a cidade a valorização que o esporte precisa. Nós precisamos de patrocínio para ir a outros eventos e não conseguimos”.

Bruno da Silva, 11 anos, começou aos dez anos. “Fiquei em segundo lugar no último evento e isso me estimulou a competir mais”. Ele também declarou que pratica em casa e na rua, regularmente, para ganhar mais prática.

Deixe um comentário