Share

NOTA DE PESAR

lutoO árbitro Geraldo Domingos vai deixar saudade

Por Leandro Almeida

É com grande consternação que informo o falecimento do amigo de arbitragem Geraldo Domingos. E foi chamado por Deus num momento em que fazia o que mais gostava: apitar jogos.

Nossa vida, tão curta e tão intensa, nos reserva cada uma! Eis que Geraldo, em mais um dia de compromissos com a arbitragem, saiu para cumprir sua missão. Ginásio da Guariroba, Copa Agap. Seria mais um dia de trabalho e muito suor com a correria dos jogos. Aliás, ele corria como um menino cheio de saúde, apesar de não ser mais um “menino”.

Terminada a missão do período matutino, s
aiu para comprar almoço. Retornou, entregou as marmitas dos que pediram esse favor a ele e, ao retornar ao seu carro, não conseguiu chegar. Caiu no chão! Foi prontamente socorrido pelo pai de um atleta que estava no ginásio e também por uma equipe do SAMU que tinha parado ali para descansar um pouco.

Geraldo teve o atendimento emergencial que o caso pedia. Conduzido ao Hospital Regional de Ceilândia, já na sala de emergência, a terceira parada cardiorrespiratória. Já não havia mais o que fazer!

Fui ao hospital e encontrei a família dele. Só pude estender meus pêsames pelo ocorrido e deixar toda a arbitragem à disposição. Agora, ele vai se encontrar com o Pai e descansar.

Vá em paz, meu amigo! Seu jeito simples e sua humildade deixarão saudades.