2011Editorial

Olhem para nossos atletas!

Há duas semanas, publicamos o drama da karateca Mariana Carvalho, 10 anos, que havia se classificado para o Pan-Americano de Mar Del Planta, na Argentina, mas que corria o risco de não participar por que não dispunha de apoio financeiro suficiente para que ela viajasse para disputar o campeonato.

Após matérias publicadas, não só neste veículo, mas também em outros da cidade, Mariana conseguiu reunir o montante suficiente para embarcar e representar o DF.

Porém, muitos outros atletas que também conquistaram as vagas para a competição, em outubro passado, não tiveram a mesma sorte que Mariana. Não conseguiram embarcar por falta de patrocínio.

Sabemos que no Brasil, quando o assunto é esporte, tudo é mais difícil. Há muito tempo se fala da falta de apoio das grandes empresas privadas. Assim como já se esgotaram as receitas para atrair esses patrocínios.

Milagres não existem, mas poderia haver vontade política. Como cobrar das empresas particulares que elas façam por nossos atletas o que nem mesmo o governo faz. Alguns podem até abrir a boca para dizer que nunca se apoiou tanto o esporte no Brasil. Podemos até concordar, mas a questão não é o quanto se faz hoje em relação ao que não se fazia há anos. E, sim, o quanto se deveria e poderia fazer e não é feito.

De qualquer forma, esses guerreiros do karatê, que viajaram na semana passada com promessa de trazer muitas medalhas, cumpriram sua parte. Além das conquistas, enchem-nos de orgulho, pois a luta não é apenas contra os adversários, mas contra todas as adversidades. Sabemos de quem são as promessas. O que não conseguimos ainda é visualizar o compromisso.

Tags
Mostrar Mais

Viver Sports

A voz do esporte amador no DF e Entorno, chega a versão 2.0 de seu novo Site

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close