Futebol

Revelação pede socorro

As equipes participam do Campeonato de Base no DF e Entorno
Projeto do Valparaíso atende 90 atletas e não conta com nenhum tipo de apoio ou patrocínio

Treze anos de trabalho intenso e sem reconhecimento ou ajuda. Esta é a história do Revelação Futebol Clube, projeto que funciona em Valparaíso. Valdenor Neves do Carmo, 43 anos, teve a iniciativa, em 1998, para ocupar o tempo ocioso dos jovens da região. De lá para cá, muita coisa mudou, mas a falta de incentivo é a mesma. Entra e sai ano e o projeto continua invisível para os políticos e empresários da cidade.

Tudo começou quando Valdenor notou a ociosidade dos meninos, que não tinham nada para fazer e muito menos algo que os motivassem a seguir no caminho certo. “Vi os meninos tentando fazer alguma coisa e resolvi comprar uma bola e começar

Denilson e Valdenor: parceria que nasceu há muitos anos

a treiná-los”, conta Valdenor.

O Revelação Futebol Clube atende atualmente 90 crianças e jovens. Estão à frente do projeto, além do idealizador, Valdenor Neves, Denilson da Costa Alvarenga, que foi aluno da escolinha de futebol; Wagner Alves, Antônio Trindade e Ricardo Miranda.

A equipe passa por muitas dificuldades para manter o projeto. “Não temos nada. Precisamos de material para treino, a estrutura física é muito precária, não dispomos de uniformes suficientes. Tiramos do nosso bolso para bancar tudo”, conta Valdenor.

Apelo

O Entorno do Distrito Federal sofre com a distância das capitais dos seus estados. Nem mesmo a proximidade com Brasília, capital federal, é sinal de que terão dias mais promissores. Isso, independentemente, da área. Seja educação, saúde, transporte público, os problemas são muitos. E quando o assunto é esporte e lazer, a situação é a mesma.

“Não encontramos nenhum empresário na região que queira nos apoiar. Não tem um político que se mostre disposto a nos ajudar. Mesmo em ano eleitoral, a história de descaso é a mesma”, diz Denilson Alvarenga. As crianças também assistem às dificuldades e acreditam que há muito pouco caso das autoridades com o projeto Revelação.

Crianças mandam recado à população

Antoniel da Silva Moreira, 12 anos, está na escolinha há um. Ele sabe da importância do projeto para os jovens da região e não consegue entender por que não há apoio. “O Revelação ajuda a nos manter longe das ruas e, assim, a gente pode construir um futuro melhor. Mesmo assim, ninguém ajuda”.

O atleta chama a atenção não só para a falta de material, mas para as condições precárias do campo. “Quando chove, a gente não tem como jogar, porque fica tudo muito escorregadio e não conseguimos treinar devidamente”, conta Antoniel.

Luís Felipe do Carmo, 12 anos, é filho de Valdenor Neves. Ele lamenta o descaso dos empresários e políticos da cidade com o Revelação Futebol Clube. “Muitos prometem e não cumprem nada. Meu pai já está cansado. O projeto é muito importante porque tira a gente da rua e nos ensina a ser cidadãos melhores”, acredita o jovem.

Ele aproveita para fazer um apelo: “Olhem pra gente e nos ajude, por favor! Precisamos que vejam que esse projeto é muito importante para todos os jovens que vêm no futebol uma oportunidade de ter uma vida melhor”, finaliza Luís Felipe.

Como ajudar
O Revelação Futebol Clube necessita de material para treino, uniforme, chuteiras, coletes, bolas, lanche e transporte. Quem quiser contribuir, entre em contato pelos telefones: 9152-1252 (Denilson Alvarenga); 9214-8233 (Ricardo Miranda); 9200-7613 (Valdenor Neves).

 

[nggallery id=113]
Tags
Mostrar Mais

Viver Sports

A voz do esporte amador no DF e Entorno, chega a versão 2.0 de seu novo Site

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close