Bruna Takahashi vence rival e fatura Copa Pan-Americana

0
10

Brasileira levou a melhor em revanche contra norte-americana Amy Wang

A brasileira Bruna Takahashi viveu uma noite de glória neste domingo (21) no estado do Texas (Estados Unidos). Em clima de revanche, ela faturou a medalha de ouro ao derrotar a dona da casa Amy Wang na final da Copa Pan-Americana de tênis de mesa, após uma partida eletrizante. A conquista veio quatro meses após Bruna ter sido superada pela rival na final do Campeonato Pan-Americano de Havana (Cuba). Desta vez, foi a brasileira que levou a melhor e pelo mesmo placar: triunfou por 4 sets a 3 (parciais de 11/5, 11/1, 9/11, 4/11, 11/7, 6/11 e 11/9).
“Estou muito feliz. O resultado demora para vir, mas felizmente ele chega”, comemorou a brasileira, já classificada para a Olimpíada de Paris. “Não diria que estou aliviada com essa conquista, mas sim contente com o trabalho que venho fazendo junto da minha equipe. Esse é apenas um dos passos que eu gostaria de dar na minha carreira e foi muito bom para me trazer confiança. Agora é seguir trabalhando duro”.
Bruna começou melhor no jogo disputado no complexo American Bank Center, na cidade de Corpus Christi (EUA). Venceu os dois primeiros sets, mas depois Wang equilibrou o embate e chegou ao empate. Com o placar em 2 a 2, a quinta parcial foi disputada ponto a ponto até chegar a 7 a 7, quando Bruna esbanjou confiança e cravou uma sequência de quatro pontos, fechado o set 11 a 7.
Pressionada, a norte-americana pediu tempo técnico logo no início da sexta parcial, e a conversa com a treinadora funcionou: ganhou por 11 a 6, e empatou novamente a partida, forçando o sétimo e último set. A adrenalina do jogo seguiu alta. Quando a parcial estava em 5 a 5, Bruna abriu três pontos de vantagem. Parecia o suficiente, mas esmo assim a rival chegou a encostar no placar. Foi quando Bruna recorreu ao tempo técnico, foi orientada por Jorge Fanck e voltou com tudo: ganhou por 11 a 9 e selou a vitória por 4 a 3, que lhe garantiu o ouro.
“Foi uma conquista muito importante”, desabafou o treinador Frank. “A Bruna está em ascensão nos últimos anos e vinha de três finais seguidas, que trouxeram uma certa dose de tensão para o jogo de hoje. Mas ela fez um campeonato onde veio crescendo e merece por tudo que vem construindo na seleção e no seu clube”, concluiu.

Artigo anteriorCaminhada no Parque da Cidade vai comemorar o Dia do Aposentado
Próximo artigoScooby e Lucas Chumbo vencem competição de ondas gigantes em Nazaré
Viver Sports
A voz do esporte amador no DF e Entorno, chega a versão 2.0 de seu novo Site