Corrida de Reis Mirim: como os pequenos podem se preparar para a prova

0
17
SONY DSC

Alimentação balanceada e alongamentos são importantes antes do evento marcado para as 8h deste sábado (20), no estacionamento do Parque Ana Lídia, no Parque da Cidade

Cerca de 3 mil crianças com idade entre 4 e 13 anos participam neste sábado (20) da Corrida de Reis Mirim, com largada no estacionamento do Parque Ana Lídia, no Parque da Cidade. Os pequenos farão percursos que vão de 50 a 300 metros, de acordo com a faixa etária. Para que os jovens atletas façam o trajeto sem intercorrências, é preciso apostar em alguns cuidados.
O primeiro deles é na preparação antes mesmo do dia da competição. “Com o acesso aos eletrônicos hoje, muitas crianças não têm o hábito das brincadeiras de rua, de jogar bola, de correr – o que traz algum condicionamento físico. Então, é interessante que, antes da corrida, elas tenham acesso a alguma atividade física, senão podem passar mal no dia”, explica a educadora física e professora Hellen dos Santos, do Centro Olímpico do Gama.
O próximo passo é no próprio dia do evento. A alimentação é o fator mais importante. O recomendado é que as crianças façam uma alimentação balanceada. Antes de correr, é sugerida uma refeição leve. “Que não tenha muita gordura, mas com uma boa fonte de carboidrato e proteína”, revela a nutricionista da UBS 1 de Taguatinga, Raquel Rabelo.
Entre as opções de cardápio, são indicados sanduíche natural com frango, tapioca com carne desfiada e cuscuz com ovo. Uma fruta também pode ser incluída para ajudar na digestão dos alimentos. “É preciso evitar alimentos que contenham açúcar, como chocolate, bolacha e sorvete, porque podem dar hipoglicemia”, comenta. “É importante também que a criança durma bem à noite, acorde descansada e se hidrate”, acrescenta Raquel.
Durante a corrida, os pequenos devem se manter hidratados. Água, água de coco, isotônico e suco de frutas estão entre os líquidos aconselhados. Ao fim do percurso, a indicação é uma alimentação completa para que seja feita a reposição das calorias gastas. “Uma refeição de almoço que tenha carboidrato, proteína, gordura de boa qualidade, vegetais, salada, verdura e fibras”, completa a nutricionista.
Já no aspecto físico, a educadora física Hellen dos Santos diz que, minutos antes do início do trajeto, as crianças devem fazer um alongamento seguido de um aquecimento. “Esse é um alongamento mais dinâmico, esticando braços e pernas. Se a criança vai correr 400 metros, ela pode fazer uma corrida de 100 metros mais lenta e trabalhando a respiração. Fazer uma corrida no próprio lugar também ajuda”, explica.
Durante o percurso, é importante que os pequenos competidores fiquem atentos à respiração, inspirando pelo nariz e expirando pela boca. Após a competição, a professora também diz que ainda é preciso cuidar do corpo: “Depois, ela precisa fazer um alongamento mais estático para soltar a musculatura”.

Competição
Após três edições sem ser realizada, a Corrida de Reis voltou ao calendário da capital federal. A competição começa com o percurso mirim no dia 20; e, no dia 27, haverá a tradicional largada para os adultos. Estão sendo investidos R$ 2,5 milhões pelo Governo do Distrito Federal (GDF). Essa é a 51ª edição. As inscrições foram gratuitas pelo site Sympla e logo se encerraram devido à grande procura. São esperadas três mil crianças entre 4 e 13 anos.
Serão duas pistas. Na primeira, correm crianças de 4 a 8 anos e pessoas com deficiência (PcDs). Na segunda estarão as crianças de 9 a 13 anos. A largada será dada por baterias intercaladas entre as categorias Geral e PcD. Os vencedores serão premiados com bicicletas. Todas as crianças inscritas receberão medalhas de participação.
A retirada dos kits, que começou nesta quinta (18), segue também nesta sexta-feira (19), das 10h às 19h, no Pavilhão de Exposições do Parque da Cidade. O conjunto é composto por ecobag, camisa oficial do evento, número de peito e viseira. O kit somente poderá ser retirado pelo responsável da criança inscrita, mediante apresentação de confirmação de inscrição e documento original de identificação da criança, bem como documentos originais que confirmem a condição de pai, mãe ou responsável pelo menor.
Durante a retirada, os inscritos podem doar, de forma voluntária, 2 kg de alimento não perecível. A arrecadação será feita pela Defesa Civil do Distrito Federal em parceria com a Chefia Executiva de Políticas Sociais, por meio da ação Solidariedade Salva.
No dia da corrida, os pais e responsáveis pelas crianças inscritas poderão utilizar os estacionamentos 11 e 13 do Parque da Cidade como apoio para os seus veículos. O Estacionamento 12 está fechado desde as 22h desquarta (17), para a montagem do evento.
A competição adulta espera reunir 10 mil atletas nos trajetos de 6 a 10 km. A largada das duas categorias será dada em frente ao Palácio do Buriti, no dia 27, pontualmente às 17h. Todos os inscritos farão o retorno que antecede a Catedral Rainha da Paz e seguirão pelo Eixo Monumental.
Os dez primeiros colocados na prova dos 10 km receberão um prêmio em dinheiro, patrocinado pelo Banco de Brasília (BRB). Também serão premiados os três primeiros colocados da categoria Cadeirante na prova dos 10 km e os três primeiros colocados da categoria Andante na prova dos 10 km. No total, as premiações da categoria Adulta somam R$ 83 mil.

Artigo anteriorLei incorpora turismos religioso e esportivo à política do DF
Próximo artigoCriançada recebe kits e se prepara para a Corrida de Reis Mirim
Viver Sports
A voz do esporte amador no DF e Entorno, chega a versão 2.0 de seu novo Site