Edmilson José Abrantes

0
38

Ex-jogador profissional do antigo Taguatinga (atual Brasiliense), Edmilson José Abrantes do Nascimento abandonou os campos. Mas, como jogador. Hoje, aos 44 anos, o ex-atleta ensina às crianças tudo o que aprendeu em sua trajetória no futebol. O tri-campeão brasiliense trabalha há 8 anos como técnico do Flu Centroeste, pela escolinha do Fluminense, com meninos de 8 a 11 anos, em Águas Lindas-GO.

O time vai muito além dos 24 meninos que vão a campo. O professor treina 250 garotos e todos com características marcantes. Uns mais danadinhos, outros mais fechados. E o mestre Edmilson precisa comandar isso e ficar atento para corrigir possíveis falhas e conseguir se manter parceiro de todos.

Edmilson lamenta o fato de a grande mídia não cobrir os novos talentos. Muitas vezes, a criança arrisca um novo passe para poder ser vista por seu empenho. O futebol é uma escola a céu aberto onde o professor dá a direção e a bola é o exercício. Vontade e esforço parte do interessado. O fôlego dos pequenos é algo que deve ser consumado pelo ato de não só jogar a bola, mas aprender com ela. Lei motivada por aplausos de quem acompanha o dia-a-dia do técnico.

 

Estender a mão

Ajudar os outros é uma dádiva. Quanto mais se dá, mais se ganha. No futebol não é muito diferente. “Tem um garoto na escolinha que morava nas ruas. Trouxemos para o nosso clube e hoje ele é um jogador e tanto, de categoria profissional’’, lembra Edmilson.

Gratificante é a palavra que define o seu ego. As crianças elogiam Edmilson e relatam que o técnico é um cara “gente fina”. Apto para orientar no que for preciso. Diante disso, o herói dos pequenos representantes do Fluminense comenta sobre sua imagem. “Eu apenas quero contribuir com um futuro melhor e mais digno para todas essas crianças. Vejo o quanto elas gostam de suar a camisa na corrida pela bola, então aproveito para torná-las cidadãos de bem. O mundo precisa mais do que nunca de atletas preparados não só fisicamente, como também mentalmente’’, conclui.

Edmilson Abrantes mostra que não veio para brincadeira e aposta nos pés talentosos de suas crianças.

 

Artigo anteriorAilton Nogueira dos Santos
Próximo artigoFred Cardin
Viver Sports
A voz do esporte amador no DF e Entorno, chega a versão 2.0 de seu novo Site

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui