Famosos prestigiaram o 1º dia de competição do Sul-Americano de Wakesurf em Brasília

0
4

A 18ª edição do Sul-Americano de Wakesurf que está sendo disputado no principal cartão postal de Brasília, a Ponte JK, contou neste sábado, 4, com a participação do ex-BBB, Fernando Fernades, e o influenciador digital, Erico Rocha. A competição que segue até o domingo, 5, recebe mais de 70 atletas de diversas partes do Brasil e da América Latina.

Fernando Fernandes tem uma ligação com a capital federal. Foi em Brasília onde ele começou a sua reabilitação, após o acidente de carro, no Hospital Sarah Kubitschek em 2010 onde o tornou um atleta paralímpico.

“Recebi um convite para prestigiar o Sul-Americano de Wakesurf e fiquei surpreso com o crescimento da modalidade e a estrutura da competição. Sempre é muito bom estar ao lado de amigos que respiram a mesma vibe que a gente”, afirmou.

No mundo Paralímpico, Fernando Fernandes se consagrou tetracampeão Mundial de Remo (2009, 2010, 2011 e 2012) e hoje fora do alto rendimento segue disseminando os caminhos dentro do mundo esportivo.

“Sigo viajando pelo Brasil e sempre fazendo esportes. Aqui em Brasília andei de remo e a mala já está pronta para as próximas missões, uma delas será surfar na foz do rio Amazonas na Pororoca“, concluiu.

O influenciador, Erico Rocha, deixou as ondas da internet para surfar nas ondas do Lago Paranoá. Erico é um dos grandes destaques no cenário do marketing digital no Brasil. Apaixonado por esporte, o candango, descobriu o katesurf em uma férias no Ceará em 2019 e quando voltou para Brasília descobriu o Marcos Protta, multicampeão no Wakesurf.

“Eu olhava para o Lago Paranoá e tinha o desejo de praticar algum esporte. O Protta me apresentou o Wakesurf e foi o que me salvou durante a pandemia”, afirmou.

Com um trabalho estressante, Erico Rocha usa o Wakesurf para desestressar e já está na sua competição na categoria amador.

“Quem não recupera não tem performance. Hoje o Wakesurf é a minha válvula de escape sem nenhuma previsão de deixar a modalidade”, ressaltou o competidor que tem do seu lado o seu filho Noa Rocha de 11 anos.

O Wakesurf é uma modalidade que está em pleno crescimento no país, onde o surfista é rebocado por uma lancha que reproduz o formato de uma onda e no momento em que o atleta está firme sobre a prancha, ele solta o cabo e literalmente surfa realizando manobras radicais. A competição será um grande atrativo para as pessoas que passarão pelo local, parada obrigatória em Brasília para apreciação de um dos principais cartões-postais da cidade.

O 18º Campeonato Sul-Americano de Wakesurf é realizado pela Abrawakesurf, por meio do Termo de Fomento com a Secretaria de Estado de Turismo do Distrito Federal – Setur e conta com apoio da Malibu Boats, Pepsi Black, Cerveja Corona, Mormaii, JBL e Monster Energy.

Artigo anteriorMaria Portela anuncia aposentadoria do judô de alto rendimento
Próximo artigoNadador brasiliense é convocado para seleção de base
Viver Sports
A voz do esporte amador no DF e Entorno, chega a versão 2.0 de seu novo Site