EsportesFutebolFutsalPrincipais

PSV é soberano no Fut 7 do DF

Com brilhante vitória diante do Brincadeira (6 x 2), time se sagra campeão brasiliense da modalidade

Kátia Sleide

O PSV levou a melhor no clássico ceilandense que fechou o Campeonato Brasiliense de Futebol 7, com brilhante vitória por 6 x 2 sobre o Brincadeira. Com o feito, o time conquistou o troféu de campeão da competição organizada pela Federação de Fut 7 de Brasília.

O jogo

Para quem imaginou que o duelo entre PSV e Brincadeira começaria mais cauteloso, enganou-se completamente. As equipes já entraram em quadra a mil, com uma disputa aberta. Logo no início da partida, o PSV abriu o placar, com Vanderson Rocha.

Nem deu muito tempo para comemoração ou sacode do outro lado e Danniel Paiva já ampliou para o PSV. O jogo parecia pender para o PSV. Mas  o Brincadeira, do técnico Lima, pediu tempo e voltou com tudo.

Após o pedido de tempo, o Brincadeira se concentrou na partida e diminuiu o placar, com Douglas Henrique. E para fechar a primeira etapa, empatou com Rodrigo Alves.

O primeiro tempo terminou com as duas equipes em igualdade no placar (2 x 2). Tudo indicava que o duelo seria equilibrado e pegado na etapa seguinte. E foi, mas não tão equilibrado assim.

O PSV chegou ao terceiro gol, com Lucas Oliveira e o time adversário se perdeu em campo, dando espaço para que o quarto logo viesse, com Amaral deixando sua equipe com dois gols à frente.

A partir daí, o Brincadeira se desconcentrou totalmente e, mesmo contando com excelente atuação do goleiro Cláudio, não conseguiu parar o ataque do PSV, que balançou as redes mais duas vezes: Amaral marcou mais um e, já que Danniel Paiva abriu o placar, seu irmão gêmeo, Dannilo Paiva, fechou a goleada.

Fim de jogo e o PSV sagrou-se campeão do Campeonato Brasiliense de Futebol 7, com vitória por 6 x 2 sobre o Brincadeira.

Para um dos principais atletas do PSV, Anderson Faedda, o Boca, a conquista é imensurável. “Vocês não imaginam a dimensão que tem esse título para nós. Antes dessa nova federação, fomos, com a anterior, bicampeões. Participamos da Copa do Brasil, ficamos em terceiro lugar, ganhamos a Centro-Oeste. E agora, com essa nova federação e com o Gerônimo à frente, ele fez um campeonato com equipes de várias partes do DF, o que o deixou muito forte. É o título candango. Vamos comemorar muito”, comenta Boca.

O atleta fala da rivalidade entre as duas equipes ceilandenses e enaltece a vitória em cima do Brincadeira, porque, segundo ele, a rivalidade é grande. “Esses caras estavam engasgados com a gente. Essa é uma rivalidade de cinco anos. Perdemos uma final para eles lá na 10 (Society da 10). Estávamos ganhando de 2 x 1 e, no último minuto, eles empataram, levando a decisão para os pênaltis, foi quando perdemos. Hoje a gente devolveu”, finaliza Boca.

O presidente do PSV, Paulinho, destaca a importância da conquista da equipe na modalidade. “Esse título significa muito pra todos nós, porque a gente já era bicampeão e agora temos o tricampeonato para manter a hegemonia do PSV como maior campeão da Federação de Futebol 7 de Brasília. Ganhamos a vaga para a Taça do Brasil”.

E se emociona ao falar da história de sua equipe: “No próximo ano, o PSV completa 20 anos. Nós temos história. Esse campeonato, pra gente, é de uma magnitude ímpar. E que venham os próximos”, comemora Paulinho.

Jhonata (Catóia), da Sociedade Esportiva Castelli, foi o artilheiro, com nove gols marcados; a defesa menos vazada ficou com Cláudio, do Brincadeira; Vandinho (PSV) foi o melhor jogador da competição.

 

Tags
Mostrar Mais

Viver Sports

A voz do esporte amador no DF e Entorno, chega a versão 2.0 de seu novo Site

Artigos relacionados

Close